Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

Opas afirma que vacinação de 60% da população americana contra Covid-19 requer 540 milhões de doses adcionais

Por: AFP

Publicado em: 01/09/2021 18:16

 (Foto: Emily Elconin / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
)
Foto: Emily Elconin / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) disse nesta quarta-feira (1) que são necessárias 540 milhões de doses adicionais de vacinas anticovid para imunizar pelo menos 60% da população das Américas, e instou os países com doses excedentes a doá-las.

“Precisamos administrar 540 milhões de doses adicionais para garantir que todos os países das Américas possam cobrir pelo menos 60% de sua população”, disse a Diretora da Opas, Carissa Etienne, em uma coletiva de imprensa.

“Pedimos aos países em todo o mundo com doses excedentes que as compartilhem rapidamente com nossa região, onde terão um impacto que salvará vidas”, acrescentou.

E lembrou: “A melhor forma de se proteger contra variantes preocupantes, como a variante delta, é garantir que mais pessoas sejam vacinadas em todos os lugares”.

Etienne destacou que mais de 60% das pessoas no Canadá, Chile e Uruguai, e mais de 50% nos Estados Unidos, já completaram o esquema de vacinação contra o coronavírus. Mas lamentou que a alta cobertura seja a exceção nas Américas.

“Mais de um terço dos países de nossa região ainda não vacinou 20% de sua população. E em alguns lugares, a cobertura é muito menor”, disse Etienne.

Em muitos países do Caribe e da América do Sul, as taxas de vacinação permanecem abaixo de 20%. Na América Central, estão na casa de um dígito na Guatemala, Honduras e Nicarágua.

“Sem falar no Haiti e na Venezuela, onde os frágeis sistemas de saúde e os desafios políticos atrasaram ainda mais as imunizações”, disse.

A diretora da Opas, escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), alertou que a região das Américas continua sendo "desproporcionalmente" afetada pela Covid-19 em relação ao resto do mundo.

“Temos quatro dos 10 países com o maior número de casos cumulativos e quase um terço de todas as mortes por Covid-19 foram relatadas na região”, disse Etienne.

O Estados Unidos é o país do mundo com mais infecções por coronavírus desde que o escritório da OMS na China informou o aparecimento da doença em dezembro de 2019.

Na América, é seguido pelo Brasil (número 3 no mundo), Argentina (número 8) e Colômbia (número 10), segundo dados oficiais compilados pela AFP.
TAGS: opas | vacinação | eua | covid | pandemia |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco