Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

TEMPESTADE

Ida causa estragos nos EUA, deixando ao menos 41 mortos em NY e arredores

Por: AFP

Publicado em: 02/09/2021 18:57

 (Foto: Ed Jones/AFP
)
Foto: Ed Jones/AFP
As inundações causadas pelas chuvas torrenciais do furacão Ida deixaram pelo menos 41 mortos em Nova York e seus arredores nesta quinta-feira (2), incluindo várias mortes em porões durante um evento meteorológico "histórico" que provocou estragos de norte a sul dos Estados Unidos.

A chuva recorde, que gerou um alerta de emergência de inundação sem precedentes para a cidade de Nova York, transformou as ruas em rios e levou ao fechamento do metrô, onde em muitas estações a água caía em cascata sobre os trilhos.

"Tenho 50 anos e nunca vi tanta chuva", declarou à AFP Metodija Mihajlov, que viu o porão de seu restaurante em Manhattan ser inundado com oito centímetros de água.

"Foi como viver na selva, como a chuva tropical. Tudo está tão estranho este ano", disse o empresário.

Centenas de voos foram cancelados nos aeroportos da região de NY, Newark, LaGuardia e JFK. Um vídeo mostra um terminal de Newark inundado.

"Estamos todos juntos nisso. A nação está pronta para ajudar", disse o presidente Joe Biden, que nesta sexta-feira planeja viajar para o estado de Louisiana, onde Ida destruiu edifícios e deixou mais de um milhão de casas sem energia.

As enchentes bloquearam o trânsito nas principais vias de vários bairros de Nova York, incluindo Manhattan, Bronx e Queens, submergindo muitos veículos e forçando os bombeiros a resgatar centenas de pessoas.

Doze pessoas perderam a vida na cidade de Nova York e mais três morreram nos subúrbios de Westchester, segundo a polícia. 

“Entre as pessoas que MAIS correm risco durante as inundações repentinas aqui estão as que vivem em casas subterrâneas não registradas que não cumprem os códigos de segurança”, escreveu no Twitter a legisladora Alexandria Ocasio-Cortez.

São "famílias da classe trabalhadora, imigrantes e pessoas de baixa renda", acrescentou.

Nova Jersey teve 23 vítimas fatais, de acordo com autoridades locais, enquanto outras três pessoas morreram no condado de Montgomery, arredores da Filadélfia, na Pensilvânia.

- Rastro de destruição -
Ida deixou um rastro de destruição ao norte depois de se tornar um furacão de categoria 4 no fim de semana na Louisiana, causando fortes enchentes e tornados.

"Estamos enfrentando um evento climático histórico esta noite com chuvas recordes em toda a cidade, inundações brutais e condições perigosas em nossas ruas", disse o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, na noite de quarta-feira.

Os estados de Nova York e Nova Jersey declararam estado de emergência, enquanto o Serviço Meteorológico dos Estados Unidos (NWS) emitiu seu primeiro alerta de inundação repentina na história de Nova York, atingida em outubro de 2012 pelo furacão Sandy.

"Não dirija pelas ruas alagadas. Não sabemos qual a profundidade (da água) e é muito perigoso. Dê meia volta", pediu o NWS em um tweet.

A agência registrou 80 mm de chuva no Central Park em apenas uma hora, quebrando o recorde do mês passado durante a tempestade Henri.

Fortes ventos e chuvas levaram à suspensão do Aberto de Tênis dos Estados Unidos.

A tempestade provocou uma cena surreal em Flushing Meadows, onde a chuva atingiu uma quadra coberta e interrompeu a partida entre o sul-africano Kevin Anderson e o argentino Diego Schwartzman. 

A água entrou pelos quatro cantos do teto retrátil, instalado em 2018 especificamente para permitir que os jogos fossem disputados apesar da chuva.

- Ameaça de tornado -
Os nova-iorquinos acordaram com um céu azul e sem nuvens nesta quinta-feira, mas a destruição da noite anterior ficou evidente nos galhos das árvores caídas nas ruas, enquanto os serviços do metrô eram lentamente retomados.

Cerca de 98.000 casas em Pensilvânia, 60.000 em Nova Jersey e 40.000 em Nova York ficaram sem energia elétrica, segundo o site especializado poweroutage.us.

É raro que tempestades como essa atinjam a costa nordeste dos Estados Unidos. Isso ocorre quando a camada superficial dos oceanos aquece devido às mudanças climáticas.

O aquecimento global está fazendo com que os ciclones se tornem mais poderosos e transportem mais água, representando uma ameaça crescente para as comunidades costeiras de todo o mundo, de acordo com cientistas.

“O aquecimento global é uma realidade e ficará cada vez pior, a menos que façamos algo a respeito”, alertou o senador Chuck Schumer.

Em Annapolis, a 50 km de Washington, um tornado arrancou árvores e derrubou postes de energia elétrica.

O NWS alertou que a ameaça de tornado continua em vigor, com alertas para zonas do sul de Connecticut, norte de Nova Jersey e sul de Nova York enquanto Ida avançava em direção ao norte pela Nova Inglaterra nesta quinta-feira.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Tudo pronto para o lançamento da primeira viagem espacial para turistas
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Sérvio Fidney e Ana Holanda
Grupo Diario de Pernambuco