Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

ACIDENTE AÉREO

Grécia investiga acidente de avião em que morreu testemunha no julgamento de Netanyahu

Por: AFP

Publicado em: 14/09/2021 18:15

 (Foto: AHMAD GHARABLI / AFP)
Foto: AHMAD GHARABLI / AFP
A Grécia anunciou nesta terça-feira (14) que vai investigar o acidente de um avião privado na noite de segunda-feira perto de Samos, no qual morreu um israelense que deveria testemunhar no processo contra o ex-primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

"Um pescador local disse que houve uma forte explosão, seguida de outra menor", declarou à AFP Ioannis Kondylis, chefe do Escritório Nacional de Investigação sobre Catástrofes Aéreas e Segurança Aérea grega.

"Os restos vão mostrar se este foi o caso", acrescentou Kondylis, destacando que os escombros do avião estão neste momento a 33 metros debaixo d'água.

Um casal israelense morreu após a queda de seu avião leve, um Cessna C182, perto do aeroporto da ilha grega de Samos.

O ministério das Relações Exteriores de Israel identificou as vítimas como Haim e Esther Giron, um casal de 69 anos de Tel Aviv.

Haim Giron, ex-diretor adjunto do ministério da Comunicação israelense, deveria comparecer no julgamento contra Netanyahu, informou à AFP um porta-voz do escritório do Ministério Público de Israel.

O ex-líder é acusado de corrupção, fraude e abuso de confiança, e de ter concedido favores a magnatas da imprensa em troca de uma cobertura midiática favorável.

Netanyahu é acusado de ter "usado de forma ilegítima" o poder governamental para "pedir e obter vantagens injustificáveis de donos de veículos de comunicação em Israel para seu benefício pessoal", segundo a promotora citada em abril no julgamento.

Segundo o Ministério Público israelense, Haim Giron iria testemunhar sobre questões regulatórias.

A aviação civil grega apontou que o avião decolou em Haifa, Israel, em um voo privado e desapareceu do radar pouco antes de seu pouso, previsto no aeroporto de Samos.

Os dois corpos foram levados ao porto de Pitágoras na ilha de Samos, segundo a imprensa grega.

Uma equipe de especialistas viajará na quarta-feira para Samos para inspecionar os restos do avião, que se afundou a dois quilômetros do aeroporto, acrescentou Kondylis, que "espera" poder dar respostas sobre as causas do acidente em duas semanas.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco