Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

REUNIÃO VIRTUAL

AIP participa de webinário em comemoração dos 72 anos de fundação da República Popular da China

Publicado em: 29/09/2021 20:28 | Atualizado em: 29/09/2021 20:29

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução
A Associação da Imprensa de Pernambuco (AIP) participou, nesta quarta-feira (29), de um seminário virtual em comemoração do 72° aniversário de fundação da República Popular da China. O webinário foi idealizado pelo Consulado Chinês no Recife, e reuniu vários nomes voltados à imprensa, cultura, educação e comércio dos dois países, que contaram com tradução simultânea de chinês-português para divulgar suas ideias e parabenizar o povo chinês pela data. 

O presidente da AIP, Múcio Aguiar, durante seu momento de fala, na sessão da imprensa, parabenizou o consulado chinês pelo aniversário e elogiou a cônsul-geral da China, Yan Yuqing, por possuir “o carisma pernambucano, o entusiasmo do povo nordestino e a simpatia do povo brasileiro”, descreveu. Em seguida, Múcio falou da importância da imprensa como instrumento de informação e citou projetos de cooperação jornalística e compartilhamento de tecnologias com a China que foram realizados em Pernambuco, entre eles o envio de jornalistas pernambucanos para o país asiático para compreensão do cotidiano da imprensa chinesa, bem como a produção de documentários e conteúdos especiais sobre a china que foram transmitidos em Pernambuco 

O presidente da AIP também colocou em evidência a importante iniciativa firmada entre o Diario de Pernambuco e a Agência de Notícias Xinhua, em março de 2021, que possibilitou, no site do jornal, a presença de um portal noticioso da agência chinesa e que conta com atualização diária. “É um instrumento de cooperação, que fortalece os laços de amizade entre a China e Pernambuco”, disse. 

Múcio afirmou que a Associação da Imprensa de Pernambuco deseja continuar sendo um forte instrumento de aproximação entre as imprensas chinesa e pernambucana, e que existe uma luta para “transformar Pernambuco na capital da comunicação chinesa”. Ele destacou, ainda, que os trabalhos recentes de ambas instituições levaram à assinatura de uma parceria entre a Agência Xinhua e a TV Pernambuco, no mês passado. 

O diretor da sede dos serviços em Português da Agência de Notícias Xinhua, Chen Weihua, agradeceu pelas palavras do presidente da AIP, e reiterou a importância da relação entre Pernambuco e China, como forma de fortalecer o Nordeste através do intercâmbio cultural e jornalístico. 

“A agência Xinhua tem um contato com as agências de comunicação de Pernambuco há muito tempo. Nossa missão é apresentar ao mundo histórias da China, a imagem verdadeira do país, além de acompanhar e divulgar os principais ocorridos no mundo inteiro.
Como Diretor da Agência Xinhua no Brasil, acredito que, com a participação de agregações pertinentes aos dois países, o intercâmbio cultural e jornalístico se expandirá em dimensão, em um futuro próximo, e isso vai promover ainda mais o entendimento e a cooperação mútua entre China e Brasil, especialmente aqui na Região Nordeste”, afirmou.

Em seguida, Li Weilin, vice-diretor geral da CCTV na América Latina, comentou que os programas sobre a cultura e a diversidade em todos os setores do Brasil fazem muito sucesso e têm impacto positivo no povo chinês. Ele elogiou o Nordeste brasileiro, citando como exemplo a cooperação comercial com o governo do Maranhão, feita entre 2018 e 2019, e afirmou que a CCTV pretende voltar ao Nordeste após o fim do período de restrições causado pela Covid-19. 

“Temos a perspectiva de retornar ao Nordeste, e aprofundar essa parceria com as mídias nordestinas para distribuir nosso material e contar a história chinesa para o público nordestino, além de produzir material sobre o Nordeste para o público chinês, pois muita coisa tem potencial para estar na televisão”, declarou  Li Weilin.
 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução
 
O webinário
A reunião virtual foi iniciada com apresentação do Coral Infantil da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que interpretou a canção tradicional chinesa Mo Li Hua (Jasmin). Após a apresentação do coral, a Cônsul-Geral da China, Yan Yuqing, fez um discurso de abertura, agradecendo pela presença dos participantes e exaltando a parceria entre Brasil e China em diversos setores da cultura e da economia. A cônsul também aproveitou a oportunidade para apresentar algumas informações sobre a exposição Nova China Brilhante, Nova Era Magnífica, que celebra a história dos 72 anos da República Popular da China.

Na sessão da memória, Eduardo Maranhão, empresário e neto do do ex-senador pernambucano Ney Maranhão, relembrou da importância do avô. Ney Maranhão foi um político responsável pela aproximação do Brasil com a China. A vereadora do Recife, Cida Pedrosa (PCdoB), abriu a sessão de cultura e educação com sua fala, reverenciando a troca cultural entre Brasil e China nas artes, na música, na literatura e no cinema. 

Cida Pedrosa lançou um desafio para o consulado e para o Brasil, pedindo para que haja mais exemplares da literatura chinesa traduzidos para o português, e vice-versa. A vereadora também revelou ter dado entrada na Câmara de Vereadores do Recife a um projeto de lei que visa incluir as festividades relativas ao ano novo chinês no calendário oficial da cidade do Recife. 

Peng Xiantang, diretor chinês do Instituto Confúcio da Universidade de Pernambuco (UPE), marcou presença e falou sobre a importância da cooperação dos países na área educacional e cultural, citando exemplos de amizade e busca de conhecimento que os alunos do Instituto desenvolvem com os professores chineses, bem como o grande número de atividades realizadas pela instituição educacional. 
 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução
Na Sessão do Comércio, foram colocados em foco os avanços na geração de empregos, nos investimentos, na troca de conhecimentos e tecnologias, e nas oportunidades de negócios com o povo chinês em diversas áreas. Giovani Oliveira, diretor da Pernambuco Participações e Investimentos S/A (Perpart), ex-Secretário de Relações Exteriores do Recife, lembrou dos trabalhadores e empresários chineses que estão montando empreendimentos na cidade do Recife, e que esses trabalhos também movimentam a economia local.

Também participaram do webinário: Su Jianhua, diretor chinês do Instituto Confúcio da Universidade Federal do Ceará (UFC); João Targino, coordenador-geral da Orquestra Criança Cidadã; Qi Nan, professora da Escola da Música da UFRN; o presidente da Câmara de Negócios Internacionais de Alagoas (CNIA), Luizandré Barreto, e o presidente da Embaixada de Negócios, Paulo Júnior. A reunião comemorativa chegou ao fim após os relatos da professora Liu Zhengqin, na sessão de imigrante chinês.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Baixas na equipe de Guedes
Trump anuncia planos para lançar nova rede social
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Grupo Diario de Pernambuco