Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

TRAGÉDIA

Mortes em desabamento na Flórida sobem para 24, restante do edifício será demolido

Por: AFP

Publicado em: 03/07/2021 16:13

Espera-se que a demolição do restante da estrutura ainda de pé seja adiantada (MICHAEL REAVES / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP)
Espera-se que a demolição do restante da estrutura ainda de pé seja adiantada (MICHAEL REAVES / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP)
O número de mortes no desabamento parcial de um prédio em Surfside, na Flórida, subiu para 24 neste sábado (3), após a descoberta de dois novos corpos nos escombros. Espera-se que a demolição do restante da estrutura ainda de pé seja adiantada, de olho na chegada da tempestade Elsa nos próximos dias, informaram autoridades locais.

"Nossas equipes encontraram duas novas vítimas, agora há um total de 24 mortos e 124 desaparecidos", disse a repórteres a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava.

A maior parte do edifício de 12 andares do complexo "Champlain Towers South", localizado na pequena cidade de Surfside, desabou parcialmente na madrugada de 24 de junho.

A parte do prédio que ainda está de pé será demolida antes do previsto, pois as autoridades temem que caia com a chegada da tempestade Elsa, atualmente no Caribe como um furacão de categoria 1, que ameaça a segurança das equipes de resgate.

Sem comunicar uma data específica, o governador da Flórida, Ron DeSantis, havia dito anteriormente que o prédio deveria ser demolido antes da chegada de Elsa, que deve atingir a Flórida na noite de segunda para terça-feira.

Até então, as autoridades alertavam que a demolição programada poderia levar semanas. "Destruir este prédio é seguro, já que uma tempestade está chegando e teríamos que fazer isso de qualquer maneira", garantiu DeSantis.

A demolição "só levará a uma interrupção mínima" da busca por sobreviventes, disse o governador republicano. Isso pode ser feito "em 36 horas", e as buscas devem parar "um pouco mais cedo" e retomar "um pouco mais tarde".

Por outro lado, outra preocupação é a detecção de muitos casos de covid-19 entre uma das equipes de resgate, anunciou na sexta-feira Alan Cominsky, chefe dos bombeiros de Miami.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Homem com granada mobiliza polícia de Kiev
Manhã na Clube: entrevistas com Eduardo Leite (PSDB),  Sérgio Montenegro e Joaquim Francisco
Bolsonaro investigado: Não aceitarei intimidação
Manhã na Clube: entrevistas com prefeito João Neto (PL), dra Tamires Sales e advogado Rômulo Saraiva
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco