Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

DIREITOS HUMANOS

Junta birmanesa comete 'crimes contra humanidade', diz especialista da ONU

Por: AFP

Publicado em: 07/07/2021 13:18

 (crédito: ALEX WONG)
crédito: ALEX WONG
O relator especial da ONU para Mianmar, Tom Andrews, acusou, nesta quarta-feira (7), a junta militar no poder desde o golpe de 1º de fevereiro de cometer "crimes contra a humanidade" e pediu à comunidade internacional que ponha fim a este "pesadelo".

Em sua intervenção no Conselho de Direitos Humanos da ONU, Andrews denunciou "os ataques generalizados e sistemáticos da junta militar contra o povo de Mianmar, atos que constituem crimes contra a humanidade", assim como "a incapacidade da comunidade internacional de fazer o que é necessário para detê-los".

"Alguns habitantes de Mianmar perderam a esperança de receber apoio da comunidade internacional e estão tentando se proteger formando grupos de defesa e cometendo atos de sabotagem, enquanto outros teriam tomado como alvo colaboradores e funcionários da junta", alertou este especialista independente, que conta com mandato do Conselho, mas não fala em nome da ONU.

Desde o golpe militar em 1º de fevereiro, Mianmar registra confrontos muito graves.

Na terça-feira (6), a alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, destacou que a situação política neste país é "catastrófica" e é um risco para a região.

De acordo com a ONU, quase 900 pessoas morreram em meio à repressão. Outras 200.000 se viram forçadas a abandonar suas casas, após operações militares em bairros e aldeias. Milhares fugiram para países vizinhos.

Pelo menos 5.200 pessoas foram presas arbitrariamente. Entre elas, estão mais de 90 jornalistas. Oito grandes veículos de comunicação foram fechados.

O relator especial solicitou à comunidade internacional para corte as receitas da junta para pôr fim a este "reino do terror".
TAGS: onu | crimes | birmanesa | junta |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Homem com granada mobiliza polícia de Kiev
Manhã na Clube: entrevistas com Eduardo Leite (PSDB),  Sérgio Montenegro e Joaquim Francisco
Bolsonaro investigado: Não aceitarei intimidação
Manhã na Clube: entrevistas com prefeito João Neto (PL), dra Tamires Sales e advogado Rômulo Saraiva
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco