Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

JOGOS OLÍMPICOS

Comitê organizador orienta publico a não acompanhar maratona e marcha em Tóquio

Por: AFP

Publicado em: 06/07/2021 09:32

 (Foto: Charly TRIBALLEAU / AFP)
Foto: Charly TRIBALLEAU / AFP
O comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio e as autoridades locais japonesas anunciaram nesta terça-feira (6/7) que solicitarão ao público que não acompanhe as provas da maratona e marcha atlética devido aos riscos de infecções por Covid-19.

Tanto a maratona como as provas da marcha acontecerão em Sapporo, a mais de 800 quilômetros de distância da capital japonesa.

As autoridades devem anunciar novas restrições para o público das demais competições dos Jogos Olímpicos até o fim da semana.

"Levando em consideração a atual situação da Covid-19 será necessário reduzir o risco de infecções e limitar os deslocamentos do público", afirma um comunicado conjunto divulgado pelo comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio e pelas autoridades de Sapporo e do departamento de Hokkaido.

"Isto tem como consequência o pedido para que a população se abstenha de acompanhar as provas nas margens das estradas em Sapporo", completa a nota.

A maratona, uma das provas mais emblemáticas das Olimpíadas, foi objeto de uma grande polêmica em 2019, quando o Comitê Olímpico Internacional (COI) impôs sua organização em Sapporo, e não em Tóquio, para tentar buscar melhores condições e temperaturas menos elevadas.

A maratona feminina será disputada em 7 de agosto e a masculina um dia depois, no último dia dos Jogos Olímpicos, que começarão oficialmente em 23 de julho.

Os organizadores já vetaram a presença de torcedores procedentes do exterior e em junho autorizaram o público residente no Japão, mas com o limite de 50% da capacidade do local de competição e com o máximo de 10.000 pessoas nas arenas.

Mas o recente aumento de infecções por Covid-19 no Japão, e especialmente em Tóquio, provocou uma revisão dos planos previstos.

De acordo com o jornal Asahi Shimbun, o público geral não deve ser autorizado na cerimônia de abertura dos Jogos, programada para 23 de julho.

Os organizadores também pretendem limitar a presença de convidados oficiais da cerimônia a "algumas centenas" (representantes do COI, autoridades estrangeiras, patrocinadores, etc), segundo fontes governamentais citadas pelo Asahi.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com prefeito João Neto (PL), dra Tamires Sales e advogado Rômulo Saraiva
Manhã na Clube: entrevistas com Chico Kiko, Diego Pascaretta e Rômulo Saraiva
Domitila, artivista e recifense que está entre as selecionadas do Miss Alemanha 2021
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco