Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

ALIMENTOS

Associação da Carne da China alerta os exportadores sobre a contaminação do novo coronavírus nos produtos

Publicado em: 31/12/2020 14:00

 (Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil
)
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil
De acordo com publicação da agência Reuters, a Associação da Carne da China (CMA, na sigla em inglês) alertou que os países que exportam o alimento à China possuem a responsabilidade de evitar a contaminação no interior e exterior dos contêineres do novo coronavírus e devem redobrar os esforços na desinfecção dos produtos. "A China tem importado uma grande quantidade de carne este ano, e tem detectado muitas vezes vírus  nas embalagens de produtos da cadeia de frio, mesmo com muita desinfecção, que tem sido realizada internamente", declarou Gao Guan, porta-voz da Associação da Carne da China.

O porta-voz também salientou que o comunicado é uma resposta a exportadores, incluindo a empresa brasileira processadora de carne JBS, mesmo depois de haverem sido tomadas medidas de desinfecção extensiva de produtos e locais de armazenamento com fumigação. A China inclusive pediu recentemente que o Brasil intensificasse ainda mais o processo. Além disso, Gao Guan, disse que os custos totais e a eficiência seriam inferiores se o processo fosse realizado diretamente nas fábricas ou nos pontos de partida da mercadoria. “A CMA recomenda que seja vistoriada a parte interna e externa dos contêineres antes de serem selados para exportação, de modo a garantir a segurança dos alimentos importados da cadeia de frio e aumentar a confiança dos consumidores nos produtos importados dessa cadeia", relatou.

Segundo a Associação da Carne da China, o contato com embalagens contaminadas pode levar a infecções em humanos. "O vírus é novo. Ainda estamos acumulando experiência quando lutamos contra ele. Devemos nos reunir e discutir como usar a maneira mais científica, eficiente e de baixo custo para garantir a saúde pública e, ao mesmo tempo, o comércio", assinalou Guan.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Mundo tem recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 27/01
AstraZeneca defende eficácia em idosos depois de questionamentos
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 26/01
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco