Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

COMBATE

Itália aprova novas restrições para conter a pandemia de coronavírus

Por: AFP

Publicado em: 13/10/2020 10:11

 (Foto: Alberto Pizzoli/AFP)
Foto: Alberto Pizzoli/AFP
A Itália anunciou, nesta terça-feira (13), novas medidas restritivas para frear o aumento de casos de coronavírus, que incluem a proibição de festas privadas e horários mais rígidos para bares e restaurantes.

O decreto, assinado pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte e que estará em vigor por 30 dias, proíbe festas e celebrações tanto ao ar livre como em locais fechados e limita o número de convidados em casas privadas a seis.

Os esportes de contato para amadores, como futebol ou basquete, também ficam proibidos.

Os bares e restaurantes não poderão atender os clientes que não tenham uma cadeira no estabelecimento após 21h00 locais. Trata-se de um dispositivo contra as atitudes dos mais jovens, devido aos elevados riscos de contágio.

O decreto foi assinado durante a madrugada após uma série de observações e negociações com as autoridades das várias regiões do país, preocupadas com as consequências econômicas de restrições rígidas.

A Itália, que registrou mais de 36.000 mortes desde o início da pandemia, entrou na segunda fase com restrições mais específicas, com o objetivo de evitar o confinamento total devido ao aumento de casos na última semana.

O país registrou na segunda-feira 4.619 novos casos em 24 horas, um número comparável aos de abril, quando a pandemia devastava o norte da península, mas muito inferior às taxas de contágio observadas atualmente na França ou Espanha.

O decreto foi aceito pelos governadores das regiões, que são os responsáveis pela gestão da saúde, mas o chefe de Governo do país advertiu que não descarta adotar medidas ainda mais coercitivas no futuro se a situação ficar mais grave.

Casamentos e batizados terão no máximo 30 convidados e o uso da máscara, mesmo ao ar livre, permanece obrigatório em todo o país.

O protocolo de saúde vinculado à quarentena por casos de contato e o isolamento dos casos positivos foi modificado.

Até agora, em caso de teste positivo para o coronavírus, a regra era cumprir 14 dias de isolamento até a obtenção de dois testes negativos para que a pessoa fosse autorizada a sair de casa.

A quarentena caiu par 10 dias e será suficiente apresentar apenas um teste negativo para considerar que a pessoa está curada.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #179 - Coração dos vertebrados
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco