Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

BERLIM

Opositor russo envenenado sai do coma na Alemanha

Por: FolhaPress

Publicado em: 07/09/2020 11:30

 (Foto: MLADEN ANTONOV/AFP)
Foto: MLADEN ANTONOV/AFP
O líder opositor russo Alexei Navalni, que de acordo com a Alemanha foi envenenado na Rússia, saiu do coma induzido e vai deixar de usar o respirador artificial "por etapas", anunciou nesta segunda-feira (7) o Hospital de la Charité em Berlim. "Reage quando falam com ele", afirma um comunicado divulgado pelo hospital, onde Navalni, 44, é tratado desde 22 agosto.

De acordo com o governo alemão, Navalni foi "inequivocamente" envenenado na Rússia com um agente nervoso do tipo Novichok, uma substância desenvolvida na época soviética com fins militares. O governo alemão e outros países ocidentais acusam as autoridades russas e pedem explicações.

A tensão aumentou no domingo, quando a Alemanha apresentou à Rússia um ultimato de alguns dias para "explicar o ocorrido".

Nesta segunda, o Kremlin chamou de tentativas "absurdas" as acusações de que o governo russo teria envenenado Navalni. "Todas as tentativas de associar a Rússia de alguma maneira com o que aconteceu são inaceitáveis para nós, são absurdas", afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Moscou critica Berlim por "adiar o processo de investigação" ao não transmitir os documentos do caso às autoridades russas. Peskov disse esperar que Berlim proporcione todas as informações necessárias à Rússia "nos próximos dias". "Estamos esperando com impaciência", completou.

A chanceler alemã Angela Merkel afirmou nesta segunda-feira que não descarta consequências para o projeto de gasoduto Nord Stream 2, que deve fornecer gás russo para Alemanha e Europa, se Moscou não apresentar as respostas esperadas sobre o envenenamento.

"A chanceler considera que seria um erro descartar a possibilidade a princípio", respondeu o porta-voz da chefe de Governo, Steffen Seibert, ao ser questionado se Merkel tentaria evitar que o projeto de gasoduto fosse afetado em caso de sanções contra a Rússia.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Coronel Feitosa (PSC)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #162 Anelídeos: segmentação corporal e parapódios
De 1 a 5: Dicas para a sua bicicleta ser seu transporte diário
Ministério da Saúde autoriza volta parcial da torcida na Série A
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco