Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

AQUECIMENTO GLOBAL

Nível de gelo no Mar de Bering é o menor em 5,5 mil anos

Por: AFP

Publicado em: 02/09/2020 19:25

Uma jovem foca-pintada repousa sobre o gelo do Mar de Bering (Foto: jomilo75/Flickr)
Uma jovem foca-pintada repousa sobre o gelo do Mar de Bering (Foto: jomilo75/Flickr)

O gelo de inverno no Mar de Bering, localizado no Oceano Pacífico, entre o Alasca e a Rússia, encontra-se no menor nível em 5,5 mil anos, aponta um estudo divulgado nesta quarta-feira. 

Uma equipe de pesquisadores analisou a vegetação acumulada durante 5,5 mil anos na Ilha de São Mateus, desabitada. Em particular, estudou nas camadas de turfa as variações dos átomos de oxigênio chamados de isótopos 16 e 18, cujas proporções ao longo do tempo estão relacionadas às mudanças atmosféricas e oceânicas e às precipitações.

"Essa pequena ilha no meio do Mar de Bering basicamente registrou o que ocorreu no oceano e na atmosfera que a cerca", assinala Miriam Jones, pesquisadora que dirigiu o estudo na Universidade do Alasca e, em seguida, na instituição US Geological Survey.

Os cientistas estudaram um núcleo de turfa de 1,45 metro extraído da ilha em 2012, que representava 5,5 mil anos de acúmulo. 

O gelo do Ártico e do Mar de Bering derrete no verão e volta a se formar no inverno, mas as observações de satélite vão apenas até 1979. A vantagem da nova análise, publicada na revista "Science Advances", é que ela remonta a muitos anos antes.

No caso do Ártico, a redução do gelo de inverno nas últimas décadas foi clara e rápida, tendo ocorrido paralelamente ao aquecimento e aumento da concentração de gás carbônico na atmosfera. Já o Mar de Bering parecia estável nas últimas décadas, apontam os autores do estudo, exceto em 2018 e 2019, quando se observou uma forte redução.

"O que observamos recentemente não tem precedentes em 5,5 mil anos", escreveu Matthew Wooller, diretor do laboratório Alaska Stable Isotope Facility, que participou da análise. Neste ritmo, as condições de agora são propícias a um Mar de Bering completamente sem gelo, concluíram os autores, com uma série de consequências para o ecossistema.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #164 Atrópodos: a importância da quitina
Pernambuco investe R$ 47,2 milhões na agricultura familiar
Rhaldney Santos entrevista o ortopedista Leonardo Silveira
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Coronel Feitosa (PSC)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco