Diario de Pernambuco
Busca

SATISFAÇÃO DO CLIENTE

Pesquisa mostra as marcas mais recomendadas do Brasil

Levantamento levou em conta mais de 500 mil avaliações de consumidores de todo o país nos últimos 12 meses

Publicado em: 05/06/2024 21:42


Lindt é a marca mais recomendada pelos brasileiros (foto: Lindt / reprodução)
Lindt é a marca mais recomendada pelos brasileiros (foto: Lindt / reprodução)

Lindt, Apple, The North Face, Honda e La Roche são as marcas mais recomendadas no país, segundo a pesquisa NPS Benchmarking 2024, do Opinion Box. O levantamento levou em conta mais de 500 mil avaliações de consumidores de todo o país. Os entrevistados avaliaram 604 empresas de 50 segmentados a partir das experiências que tiveram nos últimos 12 meses. 

 

Em seguida, foi calculado o NPS, sigla para Net Promoter Score, uma metodologia de satisfação de clientes. O indicador é calculado com base na pesquisa com o consumidor sobre a possibilidade de recomendação, de 0 a 10, de uma empresa ou produto utilizado. As notas 9 e 10 são as melhores, com consumidores considerados promotores da marca. As notas 7 e 8 são neutras, enquanto 0 a 6 representam os detratores. Por fim, a pesquisa realizou um cálculo de promotores menos o de detratores, com notas que variam de -100 a 100. 

 

A Lindt ocupa o primeiro lugar no ranking, sendo o terceiro ano que conquista esse feito. A empresa alcançou a nota 89, enquanto seu segmento, Doces e chocolates, tem média de 66. Apple, The North Face e Honda ficaram empatadas com 84; e La Roche, Toyota, Valisere e Vichy marcaram 83.

 

Na avaliação feita a partir dos segmentos de mercado, a área que se destacou foi Material Escolar e de Escritório, com média de 74. Em segundo lugar, aparece Moda Íntima, com 72. Em terceiro lugar aparecem empatadas as categorias Moto e Decoração / Utilidades para o Lar, com 71. A quinta posição no ranking ficou com Roupas e calçados esportivos, que alcançou média de 70.

 

Já entre os segmentos com avaliação mais baixa estão Cervejas e Fast food, ambas com 47, em 45º lugar da lista; Seguros e Planos de Saúde, com nota 45; Bancos, com 43 e Turismo, com 41. O setor com pior avaliação é o de Telefonia e Banda Larga, que tem média de 21 pontos. 

 

 

Confira as informações no Estado de Minas

 

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL