Diario de Pernambuco
Busca

Inovação

Capacitação profissional impulsiona a consolidação dos negócios

Empregadores apostam em universidades corporativas e programas de desenvolvimento de liderança para evoluir habilidades dos colaboradores

Publicado em: 08/04/2024 15:17 | Atualizado em: 10/04/2024 13:08

Com o reconhecimento das organizações sobre a necessidade de um aprendizado contínuo e personalizado para a sua equipe de colaboradores, a capacitação corporativa e a qualificação profisional se consolidam em diversos setores empresariais como um diferencial em relação à concorrência.
 
Diante disso, as empresas pernambucanas têm investido em projetos que, além de  oferecerem diversas oportunidades de crescimento para as equipes, também asseguram uma força de trabalho mais preparada para os desafios. O objetivo é impulsionar a produtividade e a satisfação dos clientes, além de promover um ambiente de trabalho estável e para garantir a continuidade operacional.
 
Diferente das instituições de ensino convencionais, as universidades corporativas desenvolvem programas e cursos personalizados, alinhados aos objetivos, desafios e cultura específica de cada empresa. 
 
Um relatório recente divulgado pelo LinkedIn, intitulado "Aprendizagem no Local de Trabalho", revela que 93% das empresas demonstram preocupação com a retenção de talentos. A pesquisa também indica que a adoção de atividades proativas contribui para a criação de uma cultura organizacional sólida e para a identificação de novos talentos em mercados cada vez mais competitivos. 
 
“Essa crescente percepção empresarial mostra claramente a necessidade de uma troca maior com o mundo acadêmico. E o mundo acadêmico precisa estar mais conectado ao mercado de trabalho. A experiência teórica precisa se complementar com as necessidades práticas de cada perfil de negócio”, analisa Gustavo Delgado, coordenador dos cursos de gestão da UniFBV. Para preencher esta lacuna, Gustavo está em contato frequente com empresas que buscam apoio para elaborar iniciativas focadas na qualificação customizada, de acordo com as necessidades de cada segmento, levando as empresas para dentro da universidade. 
 
Gustavo Delgado, coordenador dos cursos de gestão da UniFBV (Foto: Divulgação)
Gustavo Delgado, coordenador dos cursos de gestão da UniFBV (Foto: Divulgação)
 
Uma das alternativas para isso é a criação de grades específicas para a área das empresas  que procurar pela orientação. “Junto a isso, alunos de cursos que se encaixem nos temas abordados participam e enriquecem seus conhecimentos. A ideia é gerar um ambiente de troca. O fato inegável é que a teoria fica muito aquém da prática e as empresas acabam tendo que preencher esta lacuna”, avalia o coordenador.

Motivação para os colaboradores
 
A capacitação personalizada fortalece a cultura empresarial e gera funcionários engajados e motivados. Inserindo essa prática na sua rotina, a Locar Gestão de Resíduos, empresa com mais de quatro mil colaboradores, sediado em Recife e com filiais em diversas cidades do Brasil e na Bolívia. O grupo criou a sua Universidade Corporativa em dezembro, com o intuito de qualificar os funcionários, independentemente do nível hierárquico ou área de atuação. A universidade da Locar possui módulos com temas como educação financeira, planejamento e organização do trabalho e oratória.
 
As ações incluem ainda cadernos de ativação com mensagens curtas e ilustrações para leituras rápidas e motivacionais, além de encontros quinzenais, com palestras envovendo temas que podem ser reaproveitados no cotidiano. As explanações, em formato online, são  voltadas para os gestores e ficam disponíveis para todos os funcionários, que podem acompanhar tudo pela plataforma da empresa. A experiência dos gestores também é compartilhada com mensagens para incentivar os colaboradores através das trajetórias vivenciadas pelas lideranças.
 
“Não usamos modelos prontos. Tudo é elaborado por nós, em um projeto individualizado, pensado e planejado exclusivamente para a nossa equipe. Também usamos uma plataforma nossa, personalizada. Nossa meta é facilitar o acesso a novas oportunidades, com ferramentas que geram crescimento dentro do grupo”, resume Carolina Buarque, CEO da Locar Gestão de Resíduos, que adotou a iniciativa e participa ativamente de todo o seu planejamento. Ainda segundo a executiva, cada módulo é pensado para alcançar todos os níveis hierárquicos, desde os temas a serem tratados até a linguagem mais atrativa para cada setor.
 
Carolina Buarque, CEO da Locar Gestão de Resíduos (Foto: Divulgação)
Carolina Buarque, CEO da Locar Gestão de Resíduos (Foto: Divulgação)
 
 
Engajamento
 
Outra empresa pernambucana que investe no desenvolvimento de seus colaboradores é o Grupo Trino, especializado em logística, armazenamento e serviços há mais de 30 anos, por meio do Programa de Desenvolvimento de Liderança. O PDL é uma ação criada para qualificar os colaboradores por meio de práticas que estimulam o seu aperfeiçoamento. O programa acontece com encontros mensais de equipes de lideranças, reunindo os funcionários do Recife e de outros estados em uma plataforma online. Anualmente o Grupo atualiza a metodologia de aprendizado e desenvolvimento dos assuntos abordados.
 
"Um aspecto diferenciado que torna o projeto ainda mais eficaz é a participação ativa da diretoria. O envolvimento da gestão traz mais engajamento em uma metodologia que apresenta bons resultados há três anos e que prometem se repetir em 2024", destaca Cláudia Dowsley, diretora de Capital Humano do Trino. O Grupo também foca em iniciativas de capacitação para aumentar a participação das mulheres no seu quadro de colaboradores. A iniciativa mais recente para elas foi a segunda edição do curso de formação de Operadoras de Empilhadeira, realizada neste primeiro semestre, que selecionou 20 colaboradoras, que passaram pela capacitação com direito a certificado de conclusão do curso.
 
Cláudia Dowsley, diretora de Capital Humano do Grupo Trino (Foto: Divulgação)
Cláudia Dowsley, diretora de Capital Humano do Grupo Trino (Foto: Divulgação)
 
 
O restaurante Pobre Juan, empresa com 15 unidades nas cinco regiões do Brasil, incluindo a localizada no Shopping RioMar, no bairro do Pina, também criou a sua metodologia de ensino através da Universidade Pobre Juan (UniPJ). A prática consiste na capacitação para os funcionários por meio de plataforma digital com temas referentes à hospitalidade, gastronomia, processos internos e qualidade de vida. 

Naiara Leal, head da equipe de Gente e Gestão do grupo Pobre Juan (Divulgação)
Naiara Leal, head da equipe de Gente e Gestão do grupo Pobre Juan (Divulgação)
 

Além de capacitações online, o grupo também oferece aulas conforme as necessidades das equipes, para a troca de conhecimento e experiências com especialistas presencialmente. “O projeto tem dado muito certo por dois motivos: ao mesmo tempo que a marca garante a padronização de seus treinamentos, também fomenta oportunidades de crescimento para seus colaboradores. Seu principal pilar é a constante busca por excelência” comenta Naiara Leal, head da equipe de Gente e Gestão do grupo. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL