Diario de Pernambuco
Busca

PROCESSO NOS EUA

Governo diz esperar que Gol saia 'fortalecida' de recuperação judicial

Ministério divulgou nota na noite desta quinta-feira (25). Agências de risco estimam que a dívida da empresa é de R$ 20 bilhões

Publicado em: 25/01/2024 21:49 | Atualizado em: 25/01/2024 21:46


Empresa aérea entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos nesta quinta-feira (25) (foto: Renato Weil/EM/D.A Press)
Empresa aérea entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos nesta quinta-feira (25) (foto: Renato Weil/EM/D.A Press)

O Ministério dos Portos e Aeroportos divulgou uma nota na noite desta quinta-feira (25), na qual afirma que está acompanhando o pedido de recuperação judicial da Gol e que trabalha junto à empresa e à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para garantir os serviços prestados para os passageiros.

 

Assim como já vinha sendo dito pelo ministro Silvio Costa Filho, a nota da pasta voltou a criticar a gestão Jair Bolsonaro (PL) por não ter promovido ajuda para as companhias aéreas, afetadas durante a pandemia.

 

"A pandemia do Covid-19 impactou fortemente o setor aéreo em todo o mundo, o que exigiu a adoção de medidas de apoio de governos de diversos países para atenuar o prejuízo causado às empresas aéreas. Infelizmente, no Brasil, estas medidas não foram adotadas na gestão anterior, mesmo com a existência de recursos no Fundo Nacional de Aviação Civil", afirma o texto.

 

O ministério ainda acrescenta que espera que a Gol saia fortalecida desse processo de recuperação judicial.

 

"Assim como aconteceu com outras grandes empresas aéreas no mundo que entraram no Chapter 11 (Latam, Delta, United, Aeroméxico etc), o ministério espera que o plano de reestruturação da Gol fortaleça a empresa, aumentando cada vez mais sua capacidade de investimentos para melhor atender a população", diz a nota.

 

A pasta também destacou que vem trabalhando com as companhias aéreas para fortalecer o setor. "Como a criação de um novo Fundo Nacional de Aviação (crédito), a redução do preço do QAV [querosene de aviação] e da judicialização, entre outros pontos."

 

 

 

A Gol anunciou nesta quinta-feira (25) que a companhia e as suas subsidiárias estão entrando com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos. Agências de risco estimam que a dívida da empresa é de R$ 20 bilhões.

 

De acordo com a Gol, a medida é tomada para fortalecer sua posição financeira. A companhia afirmou ainda que todos os voos estão operando conforme programado e todas as passagens aéreas e reservas permanecem em vigor.

 

 

Confira as informações no Estado de Minas

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL