Diario de Pernambuco
Busca

Preços

Pesquisa e orientação são as chaves para economizar na hora das compras

Com a proximidade da Black Friday, na última sexta-feira de novembro, comércio do Grande Recife já apresenta variação de até 300%

Publicado em: 10/11/2023 10:01

Consumidores devem realizar buscas prévias, comparando os valores ofertados, alerta especialista (Arquivo/DP Foto)
Consumidores devem realizar buscas prévias, comparando os valores ofertados, alerta especialista (Arquivo/DP Foto)

A pesquisa de preços em diversos estabelecimentos permanece como a principal medida para evitar prejuízos no momento da aquisição de produtos. Com a proximidade da Black Friday, na última sexta-feira de novembro, o comércio já apresenta uma larga variação nos valores praticados. Conforme levantamento do Procon Pernambuco, as diferenças percentuais atingem até 300%, em lojas localizadas em vias públicas e também em shopping centers da Região Metropolitana do Recife.

Os agentes fiscalizadores do órgão, ligado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), pesquisaram os itens mais buscados nesta temporada, na lista figuram smartphones, televisores, computadores portáteis, refrigeradores, lavadoras de roupa, fogões, forno de microondas, condicionadores de ar, entre outros. Em um dos registros de destaque, uma cafeteira elétrica, da mesma marca e modelo, foi encontrada por R$ 139,90, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul; e por R$ 559,00, no bairro da Tamarineira, na Zona Norte, configurando um salto de 299,57%.

O cenário não é diferente na modalidade de compras online, cabendo ainda mais atenção para não cair em golpes. Conforme o economista Werson Kaval, os consumidores devem fazer pesquisas prévias, podendo assim realizar comparações nos valores ofertados no evento e nos dias próximos. "É uma forma de evitar a chamada 'maquiagem de preço', quando eleva-se o preço antes e depois se reduz propositalmente, parecendo ser uma oferta", explica o especialista. Segundo ele, o cliente tem como recursos a guarda de folhetos, encartes publicitários e, nos casos de compras pela internet, copiar a tela para se resguardar de provas.

Secretário executivo de Justiça e Promoção dos Direitos do Consumidor, Anselmo Araújo, reforça que a pesquisa de monitoramento pré-Black Friday serve justamente para que o cliente entenda a importância deste comparativo. "É uma forma de evitar a chamada Black Fraude", disse, em referência ao termo que se tornou popular no país, que corresponde a prática fraudulenta de tarifas, ludibriando a população. Neste primeiro momento, foram pesquisados um total de 16 itens, abrangendo centros de compras do Recife, Olinda e Paulista, além de comércios das respectivas cidades e de Camaragibe.

O advogado Raimundo Barros, diretor da Associação de Defesa da Cidadania e do Consumidor (Adeccon-PE), complementa sobre a importância da nota fiscal. “É um documento que fará jus aos direitos de garantia se, por acaso, ocorrer qualquer tipo de defeito, vício aparente ou oculto no produto adquirido. Outro ponto, bastante relevante é o planejamento, evitando as compras por impulso", orientou.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL