Diario de Pernambuco
Busca

IMPOSTO DE RENDA

O que muda no Imposto de Renda 2024 com os novos limites de isenção

Contadores explicam mudanças após aprovação, pelo Congresso, do reajuste do salário mínimo e da atualização das faixas de isenção da tabela do IR

Publicado em: 13/09/2023 16:55

Trabalhadores que ganham até R$ 2.112 mensais serão isentos na retenção do IR %u2014 o valor base anterior era de R$ 1.903,98 (foto: Talita de Souza/CB/D.A.Press)
Trabalhadores que ganham até R$ 2.112 mensais serão isentos na retenção do IR %u2014 o valor base anterior era de R$ 1.903,98 (foto: Talita de Souza/CB/D.A.Press)

Com as mudanças da Lei Nº 14.663, de 2023, que reajusta o salário mínimo para R$ 1.320 e amplia a isenção da tabela do Imposto de Renda (IR), trabalhadores que ganham até R$ 2.112 mensais serão isentos na retenção do IR — o valor base anterior era de R$ 1.903,98. As demais alíquotas da tabela se mantêm, e variam de 7,5% a 27,5%.

 

O contador Fabiano Azevedo, da empresa de contabilidade Omie, explica a "ampliação da isenção visa beneficiar as faixas menores de renda, aliviando o peso dos impostos. Mas, também será positivo para as maiores faixas, pois o imposto vai considerar apenas a quantia que excede o valor base”.

 

Segundo Fabiano, as novas regras passam a valer apenas para as declarações do IR que serão enviadas em 2024, sobre o ano-calendário 2023, mas é preciso ficar atento às novas metodologias de cálculo desde agora. “Trabalhadores que têm retenção na fonte já devem observar a mudança no valor retido no próximo mês. Para as declarações que serão enviadas no próximo ano, devem considerar as regras aplicadas antes e depois de maio deste ano”, afirma.

 

Antes, na medida provisória que vigorou até abril, havia um desconto de R$ 528 para quem optasse pela declaração simplificada. Agora, pela lei que passa a valer a partir de maio, esse desconto já está embutido, passando de 20% para 25% (R$ 528). A contadora da Omie Mônica Porto exemplifica que “quem ganha até dois salários mensais, independentemente do modelo escolhido, ficará isento, e quem recebe mais de dois salários terá redução na carga tributária pela tabela ser progressiva”.

 

“Com a nova lei, na declaração simplificada, o desconto aumentou para 25%. Já no modelo completo, vale lembrar que os contribuintes podem aumentar os descontos com deduções em despesas anuais, como saúde, dentista, educação, entre outras”, diz Mônica.

 

 

Confira as informações no Correio Braziliense 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL