Diario de Pernambuco
Busca

ARRECADAÇÃO

Paulo Guedes: 'O Brasil está num ciclo de crescimento, apesar dos juros'

Publicado em: 21/07/2022 12:16 | Atualizado em: 21/07/2022 13:29

 (Foto: Alan Santos/PR)
Foto: Alan Santos/PR
O ministro da Economia, Paulo Guedes, aproveitou a apresentação dos novos recordes de arrecadação da Receita Federal para voltar a afirmar que o Brasil está surpreendendo o mundo e está em um novo ciclo de crescimento prolongado, apesar da escalada dos juros. Atualmente, a taxa básica da economia (Selic) está em 13,25% ao ano, e, pelas estimativas do mercado, deverá subir para 13,75% e, mesmo assim, o Banco Central não conseguirá entregar a inflação dentro da meta neste ano e no próximo. E todo mundo sabe que, quando os juros estão elevados, especialmente no patamar de dois dígitos, não há como uma economia conseguir crescer de forma sustentável.

"O Brasil está no início de um longo ciclo de crescimento econômico, apesar dos juros altos”, disse Guedes, nesta quinta-feira (21/7), em apresentação virtual a jornalistas dos dados recordes da Receita Federal, que recolheu R$ 181,04 bilhões em tributos no mês passado, dado 17,96%, em termos reais (corrigido pela inflação), acima dos valores no mesmo período de 2021 e o melhor resultado desde o início da série histórica, iniciada em 1995, com os dados atualizados pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

"O Brasil consegue sustentar o crescimento e, como eu disse em Davos (na Suíça), não apostem contra o Brasil e contra a democracia brasileira. O Brasil vai continuar surpreendendo", acrescentou Guedes. Ele lembrou que o dado acumulado do semestre, de R$ 1,089 trilhão, também foi recorde histórico da série do Fisco.

Na avaliação do ministro, o mundo está em um processo de "desaceleração sincronizada” e vários países devem entrar em recessão, em grande parte, por conta do ciclo de aumento de juros em curso pelos bancos centrais, mas o Brasil caminhará na contramão, com emprego e renda subindo e a arrecadação surpreendendo. “É exatamente o contrário do que vai acontecer nos países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). O emprego vai aumentar nos EUA e na OCDE, porque eles estão no final do ciclo de crescimento e o Brasil está no início de um longo ciclo de crescimento. Pela primeira vez, 100 milhões de brasileiros estão empregados, sendo 40 milhões no sistema formal e 60 milhões na informalidade, mas estão trabalhando”, afirmou.

Ao comentar sobre a melhora no mercado de trabalho, sem falar sobre a deterioração dos empregos formais devido à precarização por conta do enorme aumento de pessoas trabalhando por conta própria e se transformando em Microempreendedor Individual (MEI) para garantir alguma renda.

O ministro voltou a criticar as previsões mais pessimistas da economia brasileira no início do ano e que acabaram sendo revisadas para cima e, atualmente, as projeções do mercado estimam crescimento de 2% no Produto Interno Bruto (PIB) de 2022. Ele ainda minimizou o aumento das preocupações com a deterioração das contas públicas, em grande parte, devido às recentes medidas populistas aprovadas pelo governo e pelo Congresso que aumentaram as despesas fora do teto de gastos em mais R$ 41,2 bilhões, com o objetivo de tentar reverter os resultados das pesquisas para o presidente Jair Bolsonaro (PL), que continua atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"O fato é que o Brasil está crescendo. As contas externas e as contas públicas estão em ordem. O resto, é narrativa”, completou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Guedes lamenta a falta de avanço na reforma tributária e critica governadores

18/08/2022 às 19h54

Três novos caso de varíola dos macacos são confirmados, em Pernambuco

18/08/2022 às 19h49

Anvisa discute liberação da vacina infantil para seis meses a quatro anos

18/08/2022 às 19h31

Brasil é o 5º país com mais casos da varíola do macaco

18/08/2022 às 19h24

Datafolha: 51% dizem não votar em Bolsonaro de jeito nenhum

18/08/2022 às 19h21

Datafolha: Bolsonaro cresce, vai a 32% e vantagem de Lula cai para 15 pontos

18/08/2022 às 19h17

TSE informa tempo dos candidatos à Presidência no horário eleitoral

18/08/2022 às 19h14

Eymael assina termo de compromisso Presidente Amigo da Criança

18/08/2022 às 19h09

Raquel Lyra participa de sabatina e apresenta propostas para o empreendedorismo em PE

18/08/2022 às 18h50

Felipe D'Avila diz que prioridade é fazer economia voltar a crescer

18/08/2022 às 18h47

STF: nova Lei de Improbidade não retroage para casos julgados

18/08/2022 às 18h45

Alta da Selic impactou lucro da Caixa, diz vice-presidente do banco

18/08/2022 às 18h41

Morte de dezenas de vacas envenenadas na Itália pode ter sido causada pela seca

18/08/2022 às 18h33

Prefeitura, Nações Unidas e ICLEI assinam carta de intenção para avançar na construção de resiliência climática e prevenção de desastres no Recife

18/08/2022 às 18h30

Miguel cumpre agenda no camelódromo e promete zerar ICMS para microeemprededores

18/08/2022 às 18h24

Lira sobre ataques às urnas: 'Só leva à insegurança e instabilidade no país'

18/08/2022 às 18h19

Em agenda pelo Sertão do Araripe, Marília promete melhorias nas estradas e na Saúde

18/08/2022 às 18h12

Auxílio Paulista sai nesta sexta-feira (19)

18/08/2022 às 18h07