Diario de Pernambuco
Busca

ECONOMIA

Ministério da Economia determina bloqueio adicional de R$ 6,7 bi no Orçamento

Publicado em: 22/07/2022 20:15

 (Foto: Divulgação
)
Foto: Divulgação
Um dia após anunciar novo recorde na arrecadação de tributos federais, o Ministério da Economia informou, nesta sexta-feira (22), que a necessidade de um corte adicional no orçamento deste ano é de R$ 6,739 bilhões para efeito do cumprimento da regra do teto de gastos, conforme dados do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do terceiro bimestre deste ano.

Esse montante é o resultado da diferença do total de R$ 12,74 bilhões de necessidade de bloqueio acumulado no ano, sendo que R$ 5,997 bilhões são cortes remanescentes do relatório do segundo bimestre. Antes, a necessidade de bloqueio total no segundo bimestre era de R$ 9,96 bilhões e esse montante aumentou R$ 2,77 bilhões no terceiro relatório bimestral. "A diferença foi utilizada para recomposição de despesas obrigatórias. Portanto, a necessidade de bloqueio adicional e de recomposição é de R$ 6,739 bilhões”,  informou o comunicado da assessoria da pasta. 

Conforme dados da pasta, os números incorporam as despesas extras com a derrubada de veto à Lei Paulo Gustavo (LCP 195/22), cujo impacto fiscal é de R$ 3,86 bilhões; e aprovação do piso salarial dos agentes comunitários de saúde, previsto na Emenda Constitucional (EC) nº 120/2022, cujo impacto é de R$ 2,24 bilhões.

O detalhamento do bloqueio será divulgado na próxima semana, quando ocorrer a publicação do decreto de programação, informou a assessoria. A pasta marcou para a próxima segunda-feira (25) uma entrevista coletiva com técnicos para explicar aos jornalistas o relatório e o novo corte no Orçamento.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro (PL) havia comentado que o corte seria maior, de R$ 8 bilhões.  

Atualizações 

As novas projeções levam em consideração a revisão dos parâmetros do Ministério da Economia, elevou de 1,5%  para  2% a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano e ainda estima alta de 7,2% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2022.

Com isso, a expectativa de receita primária deste ano aumentou em R$ 59,014 bilhões na comparação com o boletim anterior, para R$ 2,226 trilhões. A previsão da receita líquida, após as transferências aos entes federativos, teve aumento de R$ 51,955 bilhões, para 1,774 trilhão na mesma base de comparação.

A estimativa do total de despesa primária aumentou em R$ 45,819 bilhões, para R$ 1,834 trilhão. Desse total, os gastos obrigatórios, de R$ 1,679 trilhão, teve aumento de R$ 46,746 bilhões. Já a despesa discricionária do Poder Executivo teve queda de R$ 927 milhões, para R$ 154,246 bilhões.

A previsão de deficit primário do governo central diminuiu em R$ 6,136 bilhões, para R$ 59,354 bilhões, o equivalente a 0,6% do PIB. O dado está abaixo da meta fiscal para as contas do governo central, que permite um rombo de até R$ 170,5 bilhões. Essa estimativa, segundo a pasta já incorpora os gastos adicionais de R$ 41,2 bilhões previstos na EC 123/202 e os R$ 16,51 bilhões previstos na redução de PIS-Cofins e Cide sobre gasolina e etanol.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Reino Unido devolve à Índia objetos saqueados durante a época colonial

19/08/2022 às 10h50

Roda de conversa 'Dá Licença para Criar' discute economia do cuidado e garantia de direitos para mães e pais

19/08/2022 às 10h48

Os bancários cobram a reposição da inflação (INPC) mais 5% de ganho real, aumento maior para os vales refeição e alimentação e a garantia de todos os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho.

Em campanha nacional, bancários realizam paralisações relâmpago para pressionar Fenaban nesta sexta-feira (19)

19/08/2022 às 10h26

Fies: termina hoje prazo para pré-selecionados comprovarem informações

19/08/2022 às 10h23

Grande incêndio no leste da Espanha ameaça parque natural

19/08/2022 às 09h30

De acordo com a Lei Eleitoral (9.504/97), não é permitida a colocação de material de propaganda de qualquer natureza em árvores e jardins localizados em áreas públicas, bem como em muros, cercas e tapumes divisórios.

TRE-PE recolhe 50 bases de bandeiras eleitorais no Recife

19/08/2022 às 09h29

Prorrogada presença da Força Nacional em terra indígena no RS

19/08/2022 às 09h15

UE dividida sobre vetar turistas russos

19/08/2022 às 08h57

Forças israelenses matam palestino na Cisjordânia ocupada

19/08/2022 às 08h44

Coreia do Norte rejeita oferta de ajuda em troca de desnuclearização feita por Seul

19/08/2022 às 08h24

Vale prevê mais 13 anos para eliminar barragens como Brumadinho

19/08/2022 às 08h12

Confira a agenda dos candidatos à Presidência para esta sexta (19)

19/08/2022 às 08h09

Auxílio Brasil é pago hoje a beneficiários com NIS final 9

19/08/2022 às 07h56

Turquia expressa preocupação com a situação na usina nuclear da Ucrânia

19/08/2022 às 07h54

Estudo identifica mais de 70 genes associados ao autismo

19/08/2022 às 07h50

Sociedade médica dos EUA revisa sintomas das principais doenças do coração

19/08/2022 às 07h48

Executivo de Trump admite sonegação fiscal e fecha acordo

19/08/2022 às 07h45

Emigrantes aconselham que viver nos EUA exige disciplina financeira

19/08/2022 às 07h44