Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

COMBUSTÍVEIS

Senado aprova texto-base de projeto que limita ICMS para combustíveis

Publicado em: 13/06/2022 22:26

 (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
O Senado Federal aprovou, nesta segunda-feira (13), o texto-base do Projeto de Lei Complementar (PLP) 18/2022, que limita a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, energia elétrica, telecomunicações e transportes.

O texto-base foi aprovado por 65 votos a favor e 12 contra. Como houve alterações, ele terá que voltar à Câmara dos Deputados para votação. Ainda está pendente a análise de cinco destaques, que serão votados separadamente.

Entenda detalhes do projeto
O PLP 18/2022 classifica combustíveis, energia elétrica, telecomunicações e transportes como itens essenciais, e limita a alíquota do ICMS sobre esses produtos a 17% ou 18%. A medida não é bem vista pelos governadores, que temem a redução na arrecadação de estados e municípios. O projeto foi proposto pelo governo federal, como forma de conter o aumento nos preços dos combustíveis.

Entre as alterações acatadas pelo relator da do projeto, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), estão medidas para agilizar a compensação da perda de arrecadação dos estados. Entes federativos que têm dívidas com a União, por exemplo, poderão abater os valores mensais pagos à União. Bezerra acatou ainda uma emenda que zera a cobrança de impostos federais sobre a venda da produção de refinarias independentes sobre GLP, gás natural e óleo diesel
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco