Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

INTEGRAÇÃO

Sebrae e Suape firmam convênio para promover o encadeamento produtivo com negócios da região

Publicado em: 14/06/2022 15:28

Convênio foi firmado durante 2º edição do Suape Conecta (Divulgação/Suape)
Convênio foi firmado durante 2º edição do Suape Conecta (Divulgação/Suape)
Promover a integração entre micro e pequenos negócios e o Complexo Industrial de Suape. É com esse objetivo que um convênio entre o Complexo Portuário e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Pernambuco (Sebrae-PE) foi firmado nesta terça-feira (14), durante a 2º edição do Suape Conecta, realizada no Bairro do Recife após um hiato de dois anos forçado pela pandemia da Covid-19. 

O projeto piloto, que já começará a ser colocado em prática, deverá auxiliar os empreendimentos localizados no entorno de Suape na atuação como fornecedores de algumas das mais de 220 empresas do complexo. Para tal, o Sebrae atuará na qualificação das micro e pequenas empresas selecionadas.

Denominada de Encadeamento Produtivo, a estratégia já foi aplicada em Pernambuco. Em 2015, o polo da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), localizado em Goiana, na Zona da Mata Norte do estado, implantou o projeto que se tornou um case de sucesso. Agora, o desafio será replicar a mesma estratégia no sul do estado. 

Para a gestão de Suape, a parceria deverá reforçar a estratégia de estimular a aquisição de produtos e serviços ofertados no entorno do complexo. “Acreditamos que isso desenvolve a economia local, que é um dos compromissos que temos aqui, o de atrair não só empreendimentos de bilhões mas também desenvolver pequenos e micro que precisam ser inseridos e nos ajudam a gerar valor e novos negócios”, afirmou o diretor de Desenvolvimento de Negócios de Suape, Luiz Barros.

Luiz também destaca o baixo custo para implementar o projeto, que receberá um aporte de cerca de R$ 368 milhões, sendo 30% de responsabilidade do complexo industrial e os 70% restantes investidos pelo Sebrae. 

Inicialmente, 20 microempresas e cinco empresas de pequeno porte que estão inseridas no arranjo produtivo do Complexo de Suape e localizadas nos municípios de Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho integrarão o Encadeamento Produtivo. No entanto, não está descartada a possibilidade de uma expansão. “Por enquanto nosso objetivo é trabalhar com as empresas do entorno, mas no futuro podemos inserir empresas de outras cidades como o Recife e Jaboatão dos Guararapes”, afirmou o diretor. 

De acordo com o plano de trabalho elaborado em conjunto, a previsão é de que o projeto, que terá como objetivo a melhoria e elevação dos padrões de produtividade e competitividade dos pequenos negócios, seja concluído até maio de 2023. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco