Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

LEVANTAMENTO

Maioria dos pernambucanos deverá celebrar o São João neste ano; festa movimenta o turismo no estado

Publicado em: 13/06/2022 16:40

 (Reprodução/Arquivo MTur)
Reprodução/Arquivo MTur
Com a proximidade do São João, pernambucanos já se preparam para celebrar uma das datas mais tradicionais do estado. Após dois anos sem festas, o início das comemorações juninas já anima o comércio e turismo em Pernambuco.

De acordo com uma sondagem realizada Fecomércio-PE, 65% pernambucanos pretendem celebrar o São João de alguma forma neste ano. Segundo o levantamento, a pretensão é maior no interior do estado, 73%. Fora da RMR, a busca por shows e eventos está no foco da população, sendo buscada por até 30% dos que pretendem comemorar. Já na RMR, a maior parte das pessoas, 27%, afirmou que pretende viajar durante as festividades, buscando inclusive os shows em polos juninos do interior.

Além das intenções de viagem e festas, públicas ou privadas, a intenção de compra de produtos de uso pessoal durante o período junino também foi avaliada. De acordo com a sondagem, a busca por produtos de uso pessoal, como vestuários, calçados, perfumes e cosméticos deve alcançar 32% dos consumidores, chegando a 37% entre o público feminino e 26% entre os homens.

Entre os que pretendem realizar compras, o ticket médio deverá ser de R$ 306 por consumidor, ficando em R$ 289 na RMR e alcançando R$ 340 no interior. Com relação aos gastos em bares e restaurantes, o valor será, em média, de R$ 314. Na avaliação da Fecomércio-PE, o potencial de gastos, especialmente no interior, tem estreita relação com a expectativa gerada para as comemorações, já represadas há dois anos em função das restrições para a realização de eventos em 2020 e 2021.

Em um dos principais polos da festa no estado, localizado em Caruaru, a expectativa, de acordo com o Ministério do Turismo, é que o São João movimente cerca R$ 250 milhões. Além disso, a demanda de empregos temporários até o final da festa deverá crescer em quase 50%, em comparação com 2019. 
 
MOVIMENTAÇÃO CRESCE NO AEROPORTO 
No estado, outro local que é fortemente impactado pelo São João é o Aeroporto do Recife. Neste mês de junho, um levantamento realizado pela Unidade de Pesquisa da Empetur aponta que o terminal deverá registrar 5.906 voos entre pousos e decolagens. O número representa uma alta de 4% em comparação ao período anterior a pandemia. 

Em comparação com o mesmo período em 2021, o aumento será de 17%. Entre as capitais do Nordeste que mais recebem voos, o terminal pernambuco se destaca com 197 voos diários, enquanto Salvador vai operar 132 voos, e Fortaleza, 92.

“Ficamos muito felizes em ver que os visitantes estão voltando, e percebendo que somos um destino seguro e acolhedor. Queremos alçar voos cada vez mais altos e levar as belezas do nosso estado para todo o país”, afirmou a secretária de Turismo e Lazer, Milu Megale.

Em junho, o Aeroporto do Recife vai operar 36 destinos, sendo 35 nacionais e um internacional. Os voos são para as cidades de Aracaju, Aracati (CE), Belém, Brasília, Campina Grande (PB), Caruaru, Confins (BH), Cuiabá, Fernando de Noronha, Fortaleza, Goiânia, Ilhéus (BA), João Pessoa, Juazeiro do Norte (CE), Maceió, Manaus, Mossoró (RN), Natal, Palmas, Patos (PB), Petrolina, Porto Alegre, Porto Velho (RO), Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Salvador, São Luís, São Paulo (Campinas, Congonhas, Guarulhos, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto), Serra Talhada, Teresina, Vitória e Uberlândia (MG). E a conexão internacional com Lisboa, em Portugal.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Planta gigante, prima da vitória-régia, é descoberta em Londres
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Grupo Diario de Pernambuco