Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

SERVIDORES PÚBLICOS

Guedes admite que funcionalismo público não terá reajuste de 5% neste ano

Publicado em: 09/06/2022 18:38

 (crédito: EDU ANDRADE/Ascom/ME)
crédito: EDU ANDRADE/Ascom/ME
Antes do prazo final para o governo federal definir se concederá um reajuste ao funcionalismo público nacional, o ministro da Economia, Paulo Guedes, já afirmou que não será possível conceder o aumento agora. O pronunciamento ocorreu no 2° Fórum da Cadeia Nacional de Abastecimento da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) - ESG, nesta quinta-feira (9).

“O governo federal não conseguiu dar aumento de salários (existia a expectativa de aumento de 5%), mas reduziu impostos para 200 milhões de brasileiros, ao invés de ajudar só o funcionalismo, que ajudou nessa guerra. Logo ali na frente, vai ter aumento para todo mundo, vamos fazer reforma administrativa. Mas agora está em guerra também”, disse.

O prazo para o governo federal conceder o reajuste é 180 dias antes do fim do mandato, segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal. Para que o presidente Jair Bolsonaro (PL) consiga dar o aumento antes das eleições, ele precisa enviar uma proposta para o Congresso Nacional e tramitar nas duas Casas (Câmara dos Deputados e Senado) — ou em sessão conjunta — até 4 de julho.

Bolsonaro já havia sinalizado que não seria possível conceder o aumento, pois há estão esbarrando em questões orçamentárias."Lamento, pelo que tudo indica não será possível dar nenhum reajuste para os servidores no corrente ano. Mas já está na nossa legislação, de que para o ano que vem teremos reajustes e reestruturações", disse em entrevista ao SBT, na segunda-feira (7).
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Registro de armas dispara no Brasil durante governo Bolsonaro
Manhã na Clube: Diogo Moraes (PSB) e Alexandre Henrique (PSOL), pré-candidato a dep. estadual
Grupo Diario de Pernambuco