Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

SETOR AUTOMOTIVO

Produção de veículo cai 13,6% em 2022, aponta Anfavea

Publicado em: 10/05/2022 14:15

 (crédito: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
crédito: Edesio Ferreira/EM/D.A Press
A crise dos semicondutores e do fechamento de fábricas no Brasil impactou a produção de automóveis no país. De janeiro a março de 2022, a indústria automotiva montou 630.393 unidades — 14,3% menor do que o mesmo período do ano passado, quando acumulou 735.457 unidades.

A produção de veículos leves registrou uma queda de 0,9% em abril de 2022, comparado com o mesmo mês do ano passado. Foram produzidas 174.340 unidades contra 175.942, respectivamente. Em relação a março de 2022, foram fabricadas 168.834 unidades produzidas, representando crescimento de 3,3% em relação a abril.

Os dados são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e foram divulgados nesta terça-feira (10). 

Apesar da queda, de acordo com a entidade, foram criados 1,9 mil empregos na cadeia produtiva da produção de veículos. "A cada emprego criado na fábrica, outros nove empregos são gerados pelo setor, apesar das dificuldades", avalia o presidente da Anfavea, Márcio de Lima Leite.

As vendas em abril mostram recuperação do setor, com 185,4 mil unidades, 0,4% a mais do que no mês anterior. Na comparação com abril de 2021, quando a crise global de componentes eletrônicos ainda não era tão alarmante, houve queda de 2,9%.

No acumulado do ano, o recuo é de 13,6% frente ao primeiro quadrimestre do ano passado. As vendas também tiveram boa reação, com média diária de 7.750 unidades em abril (a melhor desde dezembro), contra as 6.991 unidades/dia de março.

No total, 147,2 mil unidades foram licenciadas, leve alta de 0,3% sobre março e baixa de 15,9% sobre o mesmo mês de 2021. Na comparação de quadrimestres, a queda deste ano está em 21,4%, sempre lembrando que no início do ano passado quase não havia restrição de oferta por conta de semicondutores.

Exportações
 
Os números mais animadores para a indústria são os de exportações, que já acumulam alta de 17,9% sobre o primeiro terço de 2021, com um total de 153 mil unidades embarcadas ao exterior. Foram 44,8 mil em abril, crescimento de 15,2% sobre março e de 32,3% sobre abril do ano anterior. Trata-se do melhor resultado para o quadrimestre desde 2018. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Grupo Diario de Pernambuco