Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

CONGRESSO

MP do Auxílio Brasil pode ser analisada pelo Senado ainda esta semana

Publicado em: 02/05/2022 16:28 | Atualizado em: 02/05/2022 16:28

 (crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado)
crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado
Após ser aprovado pela Câmara dos Deputados, na última quarta (27), a Medida Provisória que institui complementar o valor do Auxílio Brasil até que ele chegue a R$ 400 por família será analisada no Senado. A proposta, que também prevê a transformação do auxílio em um benefício permanente, pode ser votada ainda esta semana.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), acredita que o valor mínimo de R$ 400 para o benefício deverá ser mantido pelos senadores. “Esse auxílio é fundamental, é importante e naturalmente será aprovado pelo Senado Federal. Sinto que a maioria tem essa compreensão. Em relação ao valor, eu imagino que haja uma tendência a se manter o valor que foi pactuado, porque, de nossa parte do Senado Federal, nós temos uma grande responsabilidade fiscal também”, disse, em entrevista a jornalistas na última semana.

Inicialmente, a MP previa o pagamento de R$ 400 até o fim deste ano, mas o texto foi modificado na Câmara dos Deputados para que esse piso seja permanente. O prazo para que a Casa conclua a análise da proposta é 16 de maio. A estimativa é que o governo precise desembolsar R$ 41 bilhões por ano para bancar o complemento do benefício. Só com o Auxílio Brasil, o governo gasta cerca de R$ 47,5 bilhões.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Bruno Rodrigues e Débora Almeida
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Grupo Diario de Pernambuco