Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

CONJUNTURA

Aumento no preço do diesel pressiona reajuste na tarifa de ônibus

Publicado em: 11/05/2022 08:55

 (Foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Foto: Leandro Couri/EM/D.A Press
A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) estima que as tarifas de ônibus no país podem ser reajustadas em 15,4% neste ano.


Pelas estimativas da entidade divulgadas ontem, apenas em 2022, o diesel já subiu 47%. Para que as empresas de ônibus não operem no prejuízo, seria necessário um reajuste de 15,4% na tarifa. No acumulado em 12 meses, o combustível sofreu reajustes em um total de 80,9%. Esse aumento implicaria uma elevação na passagem de 26,5% entre junho de 2021 e maio deste ano.

Na segunda-feira, a Petrobras anunciou mais um reajuste no diesel vendido nas refinarias às distribuidoras, de R$ 0,40 no litro do combustível. O aumento equivale a uma alta de 8,87%, para R$ 4,91, valor que passou a vigorar desde ontem.

De acordo com a NTU, esse reajuste impacta em 2,9% nas tarifas públicas dos ônibus urbanos de todo o país, e as empresas devem recorrer aos prefeitos e governadores para evitar paralisações. "O combustível é o segundo maior custo do setor de transporte coletivo urbano por ônibus, segundo a NTU, respondendo por 32,8% no custo total do setor, ficando atrás somente do custo de mão de obra, que é de 50% em média", destacou a nota da entidade. A entidade alertou para uma situação preocupante. "A grande maioria dos operadores não têm fôlego financeiro para enfrentar mais esse reajuste e terão que suspender o serviço fora dos horários de pico", informou.

A NTU possui mais de 400 operadoras associadas em todo o país que atendem 43 milhões de brasileiros diariamente. A associação propõe uma ajuda do setor público para arcar com a diferenças de custos das operadoras, além da desoneração de tributos que incidem sobre os insumos utilizados pelo transporte público.


Outra proposta é usar o lucro recorde da Petrobras, de R$ 106,6 bilhões, para compensar o impacto da alta do diesel. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Ataque a tiros em escola nos EUA deixa 21 mortos
Para OMS, varíola do macaco ainda pode ser contida
Manhã na Clube: Henrique Queiroz Filho (PP), Edno Melo (Republicanos) e André Morais (CORECON-PE)
Soldado russo condenado à prisão perpétua por matar civil na Ucrânia
Grupo Diario de Pernambuco