Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

COMBATE À INFLAÇÃO

Aço Brasil diz ser 'inadequada' medida de redução da tarifa de importação

Publicado em: 11/05/2022 21:17

 (Foto: IGO ESTRELA/ESP. CB/D.A PRESS. BRASIL)
Foto: IGO ESTRELA/ESP. CB/D.A PRESS. BRASIL
Após o Comitê-Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex/Camex) e o governo federal aprovarem nesta quarta-feira (11) a redução do Imposto de Importação, a Aço Brasil (entidade representativa das empresas brasileiras produtoras de aço) indicou que a medida é “inadequada”.

“No entendimento da Aço Brasil, é inadequada uma vez que o mercado se encontra plenamente abastecido, não existe especulação de preços e o impacto inflacionário do vergalhão é de apenas 0,03 ponto percentual no Índice de preços no consumidor (IPCA)”, apontou a nota. "Não existe, portanto, qualquer excepcionalidade que justifique a medida".

“É inadequada ainda, porque está na contramão da política adotada pelos principais países produtores de aço, que face ao gigantesco excesso de capacidade instalada no mundo, da ordem de 518 milhões de toneladas, tem adotado medidas de restrição à importação predatória”, completou a empresa.

Segundo a Aço Brasil, ao reduzir o imposto de importação, o país facilitará ainda mais o desvio de comércio. “O mercado, soberano, responderá pelo impacto da medida.”
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Espanha 2022 de F1
Antiproibicionismo: Marcha da Maconha por uma nova política de drogas
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Grupo Diario de Pernambuco