Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

CONJUNTURA

No Congresso, Campos Neto defende maior autonomia para o Banco Central

Publicado em: 26/04/2022 14:45

 (crédito: Geraldo Magela/Agência Senado)
crédito: Geraldo Magela/Agência Senado
O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que há dificuldades em conduzir o dia a dia do sistema financeiro sem uma autonomia mais ampla, que inclua questões administrativas e financeiras. A declação ocorreu durante sessão solene no Senado, nesta terça-feira (26), em homenagem aos 105 anos de nascimento do economista e diplomata Roberto Campos, avô do presidente do BC.

"Hoje vivemos a realidade de ter autonomia operacional sem ter autonomia administrativa e financeira, e a gente vê a dificuldade que é no dia a dia não ter uma autonomia mais ampla. Embora não tenhamos avançado mais na autonomia financeira, estamos caminhando na direção do modelo idealizado por Roberto Campos [com mais autonomia]", disse Campos Neto.

Apesar de ter obtido autonomia operacional, o BC não é administrativamente e financeiramente independente. Decisões sobre reajustes salariais de servidores, por exemplo, dependem de liberação orçamentária pelo governo federal. Em 1º de abril, funcionários do BC iniciaram uma greve para pressionar o governo a conceder reajustes. Apesar de a greve ter sido suspensa até maio, as paralisações diárias continuam.  
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Grupo Diario de Pernambuco