Diario de Pernambuco
Busca

VENDAS

Venda de produtos de consumo em supermercados cresce 1,9% em novembro

Publicado em: 13/01/2022 18:49

 (Foto: Fernanda Cruz/Agência Brasil)
Foto: Fernanda Cruz/Agência Brasil
O consumo de produtos do setor supermercadista nos lares brasileiros cresceu 1,97% em novembro de 2021, na comparação com outubro. Na comparação com novembro de 2020, houve alta de 4,43% e, no acumulado de janeiro a novembro, de 2,88%. Os dados foram divulgados hoje (13) pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Segundo o vice-presidente Institucional da Abras, Marcio Milan, o crescimento de novembro ante o mesmo mês do ano anterior deve ser analisado pensando nas restrições existentes naquele período. "Havia uma restrição muito grande, diferente deste ano em que tivemos a economia e o comércio totalmente abertos, a volta ao normal do trabalho das pessoas, além do saldo positivo na empregabilidade."

Milan disse que também contribuíram para o aumento do consumo no setor as ações promocionais dos supermercados em novembro, a diversidade de marcas como alternativas para os consumidores de menor poder aquisitivo e o pagamento do 13º terceiro aos trabalhadores assalariados.

Restrições pela Covid-19
 
Mesmo com o anúncio de medidas restritivas por causa do aumento dos casos de influenza e Covid-19 , feito ontem pelo governo paulista, o setor não tem intenção de implantar ações para reduzir o movimento de pessoas nos supermercados, disse o dirigente da Abras. "Até porque fomos o primeiro segmento da economia a estabelecer seus protocolos, que, ao longo do tempo, foram se aprimorando."

De acordo com Milan, a orientação neste momento é que todas as lojas reforcem os cuidados com os consumidores, principalmente onde há mais contato, como nas áreas onde ficam as cestinhas e os carrinhos, intensificando a limpeza. Além disso, ele recomenda que continue a vigilância constante sobre o uso de máscaras de proteção, a oferta de álcool gel para limpeza das mãos e o respeito às marcações delimitadas na frente de caixas e áreas de serviço para que mantenha o distanciamento entre as pessoas.

Cesta Abrasmercado
 
Conforme boletim mensal do setor, a cesta Abrasmercado, composta por 35 produtos de largo consumo, teve discreto recuo (-0,32%) em novembro, na comparação com outubro e fechou o mês em R$ 697,80. Na comparação com novembro de 2020, o indicador cresceu 13,1%.

Os itens que mais subiram de outubro para novembro foram cebola (25,2%), extrato de tomate (22,3%), café torrado e moído (10,0%), biscoito de maisena (6,5%) e sabão em pó (5,8%). Os que tiveram maior queda de preço foram carne dianteiro (-4,6%), queijo muçarela (-3,1%), leite longa vida (-2,7%), batata (-2,6%) e queijo prato (-2,1%).

Entre as localidades que registraram maior queda no preço dos produtos da cesta em novembro, estão Brasília (-3,0%), Grande Porto Alegre (- 0,95%), interior do Rio Grande do Sul (-0,75%), Grande Rio de Janeiro (-0,70) e Grande Belo Horizonte (- 0,38). As maiores altas ocorreram em Natal (2,96%), Curitiba (2,61%), Fortaleza (1,79%), Goiânia e João Pessoa (1,39%).
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Reino Unido devolve à Índia objetos saqueados durante a época colonial

19/08/2022 às 10h50

Roda de conversa 'Dá Licença para Criar' discute economia do cuidado e garantia de direitos para mães e pais

19/08/2022 às 10h48

Os bancários cobram a reposição da inflação (INPC) mais 5% de ganho real, aumento maior para os vales refeição e alimentação e a garantia de todos os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho.

Em campanha nacional, bancários realizam paralisações relâmpago para pressionar Fenaban nesta sexta-feira (19)

19/08/2022 às 10h26

Fies: termina hoje prazo para pré-selecionados comprovarem informações

19/08/2022 às 10h23

Grande incêndio no leste da Espanha ameaça parque natural

19/08/2022 às 09h30

De acordo com a Lei Eleitoral (9.504/97), não é permitida a colocação de material de propaganda de qualquer natureza em árvores e jardins localizados em áreas públicas, bem como em muros, cercas e tapumes divisórios.

TRE-PE recolhe 50 bases de bandeiras eleitorais no Recife

19/08/2022 às 09h29

Prorrogada presença da Força Nacional em terra indígena no RS

19/08/2022 às 09h15

UE dividida sobre vetar turistas russos

19/08/2022 às 08h57

Forças israelenses matam palestino na Cisjordânia ocupada

19/08/2022 às 08h44

Coreia do Norte rejeita oferta de ajuda em troca de desnuclearização feita por Seul

19/08/2022 às 08h24

Vale prevê mais 13 anos para eliminar barragens como Brumadinho

19/08/2022 às 08h12

Confira a agenda dos candidatos à Presidência para esta sexta (19)

19/08/2022 às 08h09

Auxílio Brasil é pago hoje a beneficiários com NIS final 9

19/08/2022 às 07h56

Turquia expressa preocupação com a situação na usina nuclear da Ucrânia

19/08/2022 às 07h54

Estudo identifica mais de 70 genes associados ao autismo

19/08/2022 às 07h50

Sociedade médica dos EUA revisa sintomas das principais doenças do coração

19/08/2022 às 07h48

Executivo de Trump admite sonegação fiscal e fecha acordo

19/08/2022 às 07h45

Emigrantes aconselham que viver nos EUA exige disciplina financeira

19/08/2022 às 07h44