Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

MARCAS PREFERIDAS 2021

Nuce, o melhor para concurseiros

Publicado em: 16/12/2021 09:33 | Atualizado em: 16/12/2021 15:47

 (Curso prepara atualmente 700 alunos para concursos. Foto: Divulgação)
Curso prepara atualmente 700 alunos para concursos. Foto: Divulgação
Com a missão de aprovar candidatos em concursos públicos desde 1996, e com o slogan “Aprovando seus sonhos”, o Nuce Concursos oferece, atualmente, para 700 alunos e alunas, cursos preparatórios para as provas do IFPE, SSA e concursos das Forças Armadas como ESA, ESPCEX, EEAR e EFOMM. A equipe pedagógica, comprometida em oferecer uma excelente experiência em sala de aula, utiliza ferramentas para melhor êxito no entendimento do conteúdo e todo suporte necessário para os estudantes. Também realiza preparação para os concursos públicos da Secretaria de Educação (cargo professor), INSS, Guarda Municipal de Olinda, Polícia Civil da Paraíba e Polícia Militar de Pernambuco.

Este ano, a preparação para importantes concursos como o Banco do Brasil e a Polícia Militar de Alagoas foi oferecida pelo Nuce que, preocupado com o bem-estar dos candidatos, disponibiliza, num amplo espaço no coração da cidade, sala de estudos, monitoria, lanchonete e livraria.

Em 2022, vai oferecer propostas inovadoras para os alunos e alunas, como monitoria de todas as disciplinas, podcast dos assuntos mais co- mentados da semana e preparatório para os Testes de Aptidão Física (nos concursos das Forças Armadas). Para o próximo ano, o propósito do curso também é incluir o preparatório para o Enem, visto que o Nuce sempre esteve perto dos vestibulandos.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Grupo Diario de Pernambuco