Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

MARCAS PREFERIDAS

Narciso Envoxais: pensou em cama, mesa e banho...

Publicado em: 16/12/2021 10:06 | Atualizado em: 16/12/2021 15:08

 (Empresa conta atualmente com 21 lojas e quatro fábricas. Foto: Divulgação)
Empresa conta atualmente com 21 lojas e quatro fábricas. Foto: Divulgação
A Narciso Enxovais, empresa genuinamente pernambucana, é aquele tipo de empreendimento que caiu no gosto das pessoas quando o assunto é produtos de cama, mesa e ba- nho. Referência esta que não se limita apenas ao estado e é compartilhada pelos vários cantos do Nordeste, por meio de suas lojas em Pernambuco, Bahia, Ceará, Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Os números de crescimento chamam atenção. Somente no estado, a Narciso Enxovais conta com 21 lojas e quatro fábricas, sendo responsável por proporcionar uma média de 700 empregos. No ano de 2021, mesmo com a pandemia da Covid-19, a empresa conseguiu alcançar bons resultados. Ao todo, 10 novas lojas foram abertas, sendo sete no nosso estado e três na Bahia. Ainda em Pernambuco, apenas neste ano os investimentos em novos projetos ultrapassaram R$ 50 milhões.

A Narciso Enxovais pretende continuar com o seu plano de crescimento no estado e no país em 2022. Dessa forma, a empresa estima a abertura de 20 novas lojas, entre atacado e varejo, sendo oito somente em aqui e outras 13 espalhadas pelo Brasil. A rede estuda, ainda, investir no comércio digital, que tem grande impacto no mercado atual, a fim de expandir ainda mais a rede de atendimento.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Grupo Diario de Pernambuco