Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

MARCAS PREFERIDAS

Honda é líder absoluta em motocicletas no país

Publicado em: 15/12/2021 10:13 | Atualizado em: 17/12/2021 07:49

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
No Brasil desde 1971, a Honda Motos iniciou suas operações apenas com vendas de motocicletas importadas da marca, as primeiras a chegarem em território nacional. Atualmente, a japonesa conta com uma fábrica em Manaus, inaugurada em 1971, de onde saiu a primeira CG fabricada no Brasil.

Localizada no Polo Industrial de Manaus, no Amazonas, a planta possui área total de 727 mil m², sendo 263 mil m² de área construída e é considerada a unidade fabril da Honda mais verticalizada em todo o mundo. Dentro do complexo acontece mais do que a montagem das motocicletas, lá são desenvolvidas diversas ferramentas e componentes que ajudam no produto final.

Desde que foi fundada, saíram da fábrica da Honda no Brasil mais de 25 milhões de motocicletas, além de quadriciclos e motores estacionários. A marca é líder absoluta no segmento de motocicletas no Brasil, com cerca de 75% de market share no levantamento até outubro de 2021.

Durante os anos da marca no país, ela inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa e Desenvolvimento. Um dos seus centros de treinamento, inclusive, está aqui no Recife, no bairro de Areias. A Honda é responsável por uma rede de concessionárias que hoje está presente em cerca de 1.100 endereços espalhados por todo o Brasil. Atualmente, o modelo mais vendido entre as motocicletas no Brasil é a CG 160, da Honda, no segmento urbano. Mas a marca também aposta em off-roads e trail.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Grupo Diario de Pernambuco