Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

INVESTIMENTO

Prestes a ser inaugurado no Recife, hospital de transição deverá gerar 250 empregos diretos

Publicado em: 10/11/2021 16:41

No local, que será instalado no bairro das Graças, estarão disponíveis 76 leitos (Divulgação/Clinica Florence)
No local, que será instalado no bairro das Graças, estarão disponíveis 76 leitos (Divulgação/Clinica Florence)
Com investimento de mais de R$ 20 milhões e a expectativa de gerar cerca de 250 empregos diretos, a nova unidade da Clínica Florence, hospital de transição especializado no tratamento de pacientes em reabilitação e cuidados paliativos, será inaugurada no Recife no mês de dezembro. No local, que será instalado no bairro das Graças, estarão disponíveis 76 leitos.

Essa será a primeira unidade da Florence fora de Salvador (BA), marcando o início da expansão para outras capitais do Nordeste. No empreendimento, serão atendidos pacientes com indicação de cuidados multidisciplinares complexos, com intuito de reabilitação intensiva (funcional e adequação de cuidados), redução da complexidade dos cuidados, capacitação de familiares, cuidados paliativos de fim de vida e controle de sintomas em todas as suas dimensões (física, psicológica, espiritual e social).
 
Dr. Lucas Andrade, médico, idealizador e CEO da Clínica Florence (Divulgação/Clinica Florence)
Dr. Lucas Andrade, médico, idealizador e CEO da Clínica Florence (Divulgação/Clinica Florence)
 
“Ao longo dos últimos quatro anos, a Florence tem impactado a qualidade de vida de muitos pacientes e familiares, endereçado produtividade e sido motivo de orgulho para o seguimento de saúde na Bahia. Neste contexto, nossa aspiração de crescimento se torna um dever, uma obrigação de levar Jeito Florence para mais pessoas”, afirma Dr. Lucas Andrade, médico, idealizador e CEO da Clínica Florence.

Na capital pernambucana, a clínica contará com banheiros amplos e adaptados, janelas baixas e corrimões duplos, corredores, portas e elevador que possibilitam o acesso dos pacientes cadeirantes ou acamados ao jardim. Os 76 quartos disponíveis são privativos e possuem iluminação e ventilação naturais.

O local também conta com cozinha própria, com possibilidade de preparo de refeições customizadas, e refeitório. Além disso, há um espaço de convivência e um jardim amplo, com espaço sensorial, fonte de água e lago de peixes, possibilitando interações diversas entre pacientes, familiares e amigos.

“A chegada em Recife, importante polo médico do país, é motivo de grande entusiasmo. Vamos inaugurar com uma estrutura já maior do que nossa sede em Salvador. Assim, um dos principais benefícios que a Florence vai trazer para a cidade é o fato de a clínica possibilitar a desospitalização”, completa Andrade.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), presidente da Alepe
Grupo Diario de Pernambuco