Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

CUSTOS

FIEPE e Neoenergia lançam programa de eficiência energética para a indústria

Publicado em: 21/09/2021 14:03 | Atualizado em: 21/09/2021 19:05

 ideia do projeto é atender indústrias de vários segmentos e regiões, de todos os portes (CNI/Divulgação)
ideia do projeto é atender indústrias de vários segmentos e regiões, de todos os portes (CNI/Divulgação)
Com o objetivo de promover um setor produtivo mais competitivo, a FIEPE, em conjunto com a Neoenergia Pernambuco, o SENAI-PE e o SEBRAE-PE lançam nesta terça-feira (21), o programa de eficiência energética Mais Energia, Menos Custos.

A iniciativa deverá permitir que as indústrias pernambucanas recebam, de forma gratuita, um pré-diagnóstico no qual constará seu perfil de consumo e estimativa de redução de desperdícios com a otimização do uso da energia elétrica no processo produtivo. A ideia do projeto é atender indústrias de vários segmentos e regiões, de todos os portes, desde que sejam consumidoras do mercado cativo de energia elétrica.  

A iniciativa surge em um momento em que a energia voltou a representar um gasto importante para os brasileiros, com o reajuste na bandeira tarifária de energia elétrica, o que impacta diretamente nos custos da atividade produtiva. "A energia elétrica é um insumo essencial e encontrar formas de utilizá-la com mais consciência significa, também, aumentar nossa competitividade. A nossa pretensão é conseguir mostrar aos empresários que é possível reduzir esse custo por meio do melhor uso da energia elétrica”, explicou a diretora regional do SENAI-PE, Camila Barreto.  

Por meio dessa parceria, a Neoenergia Pernambuco irá entregar ao SENAI-PE a base histórica do consumo energético das indústrias solicitantes, o que possibilitará a construção do pré-diagnóstico e a identificação do potencial de redução. “A Neoenergia Pernambuco sempre trabalhou em busca de oferecer todo o suporte para o crescimento econômico do Estado. Nossa intenção neste projeto é disponibilizar os dados necessários e trabalhar para encontrar soluções inteligentes, viáveis e rápidas para garantir o menor impacto possível da fatura de energia elétrica no orçamento dessas indústrias. Acreditamos que, desta forma, estaremos contribuindo diretamente para a manutenção das empresas e dos empregos gerados por elas, proporcionando um retorno mais célere do nosso cenário econômico aos patamares anteriores à pandemia”, afirmou o presidente da Neoenergia Pernambuco, Saulo Cabral. 

Com esses dados em mãos, o empresário poderá viabilizar a elaboração de um projeto de Eficiência Energética. Nesse caso, a micro e pequena indústria poderá contar com o subsídio de 70% do programa SEBRAETEC e pagará a contrapartida restante. “O Programa Mais Energia, Menos Custos chega em um momento importante devido à crise hídrica vivenciada no país. Viabilizar soluções para as pequenas indústrias é um compromisso que temos com a sustentabilidade desses negócios. O SEBRAE participa com uma parcela que prevê soluções inovadoras para impulsionar a eficiência energética nas empresas”, destacou Francisco Saboya, superintendente do SEBRAE-PE. 

As empresas de médio e grande porte do estado também poderão aderir ao programa em outras duas modalidades por meio de um contrato convencional. Para adesão em qualquer uma das modalidades, as indústrias interessadas no projeto deverão acessar a página do programa pelo endereço: https://mkt.pe.senai.br/programa-de-eficiencia-energetica.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Baixas na equipe de Guedes
Trump anuncia planos para lançar nova rede social
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Grupo Diario de Pernambuco