Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

OPORTUNIDADE

Construção do Novo Mirabilândia em Paulista deverá gerar 500 vagas de emprego

Publicado em: 09/09/2021 11:10

Para a primeira etapa de construção, está prevista a contratação de 100 a 120 pessoas (Divulgação/Prefeitura de Paulista)
Para a primeira etapa de construção, está prevista a contratação de 100 a 120 pessoas (Divulgação/Prefeitura de Paulista)
A prefeitura de Paulista anunciou nesta quinta-feira (9) que a cidade foi escolhida para receber as instalações do Novo Mirabilândia. O empreendimento, que será construído às margens da BR-101, em Jardim Paulista, deverá gerar até 500 postos de trabalho.

Na última semana, o prefeito Yves Ribeiro visitou as futuras instalações do parque. A expectativa é que o novo empreendimento traga conceitos modernos da área do lazer, incluindo uma diversidade de atrações para todas as faixas etárias. Além disso, o parque também deverá priorizar a acessibilidade, gestão de segurança, manutenção e operação. 

O Novo Mirabilândia terá como valor paisagístico e referencial a própria floresta, se preocupando com a manutenção e conservação da vegetação local. As áreas florestais, portanto, terão uso indireto voltado para a valorização paisagística do empreendimento, que espera ser consolidado como um dos principais parques de diversões do Norte/Nordeste.

Para a primeira etapa de construção, está prevista a contratação de 100 a 120 pessoas, condição temporária restrita ao período de implantação, previsto para 24 meses. Durante a fase de operação, serão criadas progressivamente novas vagas, que poderão chegar a até 500 postos de trabalho.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Combate à gordofobia vira lei no Recife
Medicamento contra Covid-19 é recomendado pela OMS
Manhã na Clube: José Queiroz (PDT), Kleiton Boschi, Clarissa de França e Cristina Pires
Skate feminino decola no Brasil após Olimpíadas
Grupo Diario de Pernambuco