Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

OBRAS

CNI: confiança da indústria de construção tem forte queda em setembro

Publicado em: 27/09/2021 15:33

 ( Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
)
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) da indu%u0301stria de construc%u0327a%u0303o apresentou forte queda em setembro, recuando 5 pontos em relação ao apurado em agosto, informou hoje (27) a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Neste mês, o índice ficou em 54,7, a maior queda do i%u0301ndice desde marc%u0327o de 2021. O índice varia de zero a 100 pontos. Valores acima de 50 pontos indicam confiança do setor de indústria e quanto mais acima de 50 pontos, maior e mais disseminada é a confiança do empresariado. Quanto mais próximo de zero, menor a confiança.

“Entre agosto e setembro, o i%u0301ndice de condic%u0327o%u0303es atuais da economia brasileira recuou de 51,3 pontos para 42,3 pontos. Ao ficar abaixo da linha diviso%u0301ria de 50 pontos, o i%u0301ndice reflete a transic%u0327a%u0303o de uma percepc%u0327a%u0303o positiva para uma percepc%u0327a%u0303o negativa da economia brasileira. Ja%u0301 o i%u0301ndice de expectativas da economia brasileira tambe%u0301m apresentou uma forte queda, de 8 pontos, pore%u0301m permanece acima da linha diviso%u0301ria de 50 pontos”, informou a confederação.

A CNI disse que o resultado de setembro foi marcado por uma deteriorac%u0327a%u0303o da percepc%u0327a%u0303o das condic%u0327o%u0303es atuais e das expectativas sobre a economia brasileira. Ainda de acordo com a confederação, alinhadas a%u0300 queda de confianc%u0327a, as expectativas dos empresa%u0301rios da indu%u0301stria da construc%u0327a%u0303o com relac%u0327a%u0303o a%u0300s varia%u0301veis relacionadas a%u0300 atividade tambe%u0301m cai%u0301ram, embora em menor magnitude

De acordo com o levantamento, as expectativas do ni%u0301vel de atividade, de novos empreendimentos, de compra de insumos e mate%u0301rias-primas e do nu%u0301mero de empregados recuaram, respectivamente, 1,3 ponto, 0,9 ponto, 0,8 ponto e 1,0 ponto. Com isso, esses índices ficaram, no mês de setembro, em 56,4 pontos, 55,4 pontos, 55,1 pontos e 53,4 pontos, respectivamente.

“Apesar da queda, todos os i%u0301ndices de expectativas seguem acima da linha diviso%u0301ria de 50 pontos, indicando que as expectativas dos empresa%u0301rios sa%u0303o de crescimento para essas varia%u0301veis nos pro%u0301ximos seis meses”, afirmou a CNI.

Outro índice da indústria da construção que apresentou queda no mês foi o de intença%u0303o de investimento que caiu 4,2 pontos para 41,2 pontos. Essa e%u0301 a maior queda do i%u0301ndice em um u%u0301nico me%u0302s desde abril de 2020.

Apesar da queda, a CNI informou que o índice segue acima da sua me%u0301dia histo%u0301rica, que é de 35,2 pontos, “o que indica que embora a intenc%u0327a%u0303o de investir seja menor que a de agosto, ela segue acima da intenc%u0327a%u0303o de investir que vem sendo observada nos u%u0301ltimos anos.”
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
CPI da Pandemia chega ao final com homenagens às vítimas da Covid
Manhã na Clube: ex-ministro Roberto Freire, dr. Cláudio Falcão e o advogado Pedro Avelino
Grupo Diario de Pernambuco