Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

INVESTIMENTO

Secti e Facepe lançam edital para transformação digital em pequenas indústrias

Publicado em: 13/07/2021 18:28

Ao todo, serão investidos R$ 600 mil para apoiar propostas de até R$ 20 mil por empresa (Foto: CNI/José Paulo Lacerda)
Ao todo, serão investidos R$ 600 mil para apoiar propostas de até R$ 20 mil por empresa (Foto: CNI/José Paulo Lacerda)

Focados na transformação digital de micro, pequenas e médias indústrias pernambucanas, a Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secti) e a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia no Estado de Pernambuco (Facepe) criaram o Bônus Tecnológico, suporte econômico para investimentos em tecnologias. Cada empresa selecionada receberá até R$ 20 mil para a modernização. O edital já está disponível no site da Facepe.

As propostas poderão ser enviadas até o dia 16 de agosto. O resultado, com a lista de projetos aprovados, será publicado no site oficial da Facepe no dia 1º de outubro. O Bônus Tecnológico poderá ser utilizado para custear o uso de infraestrutura de Pesquisa & Desenvolvimento, contratação de serviços especializados ou para transferência de tecnologias. O prazo máximo para execução do projeto é de 12 meses.

Além de fomentar a cultura inovadora e de modernização de processos, produtos e serviços no setor industrial, o Bônus Tecnológico visa ampliar a integração entre empresas e os Institutos de Ciência e Tecnologia (ICT) de Pernambuco. E é estratégico no apoio à consolidação de novos mercados para as startups com operações no estado. 

Como se inscrever?
Primeiramente, a instituição precisa estar cadastrada na plataforma da Facelpe AgilFap. A proposta deve ser elaborada por um representante da empresa, sócio ou funcionário, e precisa apontar qual transformação digital deseja desenvolver, além de indicar qual ICT ou startup irá executar o trabalho. A transformação proposta pode ser aplicada em Gestão de Pessoas, Financeiro, Marketing e Vendas, Cadeia de Suprimentos (Supply Chain) ou em Manufatura Avançada.

Podem ser submetidas proposições nas áreas de: Tecnologia de Informação e Comunicação; Nanotecnologia; Sensores e atuadores; Gestão de dados (Big Data); Novos materiais; Fotônica; Sistemas ciberfísicos; Internet das coisas (IoT); Automação; Energias renováveis; Simulação e modelagem; Interoperabilidade; Segurança cibernética; Inteligência artificial; e Robótica avançada.

Além da área tecnológica e setor da empresa que será contemplado, a proposta precisa detalhar todo o projeto e sua viabilidade, além do orçamento completo para uso dos recursos. A empresa deve apresentar no orçamento um valor mínimo de contrapartida, que pode ser financeira ou econômica, de, pelo menos, 20% do valor solicitado na proposta.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Manhã na Clube: entrevistas com coronel Luiz Meira (PTB), Regina Sales e Maria Dulce
Manhã na Clube: entrevistas com José Maria Eymael, Rodrigo Floro e Chico Kiko (PP)
Leão se afasta de parque onde vive solto e assusta moradores de cidade africana
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco