Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

AJUSTE

Eduardo da Fonte critica bandeira vermelha e apresenta projeto de incentivo à energia limpa

Publicado em: 02/06/2021 16:31

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP) criticou o anúncio da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de que, neste mês de junho, estará vigente a bandeira vermelha, patamar 2. A mudança deve deixar a conta de energia elétrica mais cara, com uma cobrança adicional de R$ 6,24 para cada 100 kWh consumidos. Esta é a mais alta das tarifas extras.

“É um absurdo o brasileiro assistir a mais essa cobrança extra estipulada pela Aneel. Há uma decisão do TCU reconhecendo que não há provas de que esse sistema de bandeiras promove o consumo consciente, como a agência diz, e é uma autorização de aumento mensal que a Aneel concede às distribuidoras. Essa medida só beneficia as distribuidoras de energia e atenta contra o consumidor, contra as famílias brasileiras”, afirma Eduardo da Fonte. 

O parlamentar também protocolou o PL 1894/21 que autoriza a venda do excedente de energia fotovoltaica e eólica gerada para consumo residencial, comercial ou industrial. De acordo com Eduardo da Fonte, a venda tem caráter social, pois promove renda para famílias produtoras de energia limpa; fomenta o mercado de energia renovável, além de desafogar a rede elétrica com maior oferta de energia, o que pode até reduzir o preço cobrado do consumidor final.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
ONU pede medidas para frear abusos sexuais nas instituições católicas
Manhã na Clube: entrevistas com Frederico França, Johann Wolfgang Schneider e Marcelle Penha
Diabetes: saiba como evitar e controlar antes que seja tarde
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco