Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

LEVANTAMENTO

Confiança do empresário do comércio pernambucano volta a crescer

Publicado em: 18/06/2021 11:44

O levantamento detecta tendências de curto e médio prazos na atividade varejista  (Tarciso Augusto/DP)
O levantamento detecta tendências de curto e médio prazos na atividade varejista (Tarciso Augusto/DP)
Após três meses consecutivos em queda, o índice de confiança dos empresários do comércio (ICEC), que é calculado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), voltou a subir em Pernambuco. O levantamento que detecta tendências de curto e médio prazos na atividade varejista registrou 85,6 pontos no estado em junho, contra 80,2 no mês anterior. Em comparação com o mesmo período do ano passado, a alta foi de 12,7 pontos.  

O índice consolidado (ICEC) leva em consideração três subíndices, o das condições atuais do ambiente de negócios (ICAEC), o das expectativas para a economia brasileira (IEEC) e o das intenções de investimentos das empresas (IIEC). Na comparação mensal, o maior avanço no estado foi no subíndice das expectativas para a economia, que cresceu 10,1%, seguido do subíndice sobre as condições atuais, que subiu 8,6%.
 
De acordo com a Fecomércio-PE, a melhoria nas perspectivas atual e futura para o comércio são fruto da flexibilização de medidas restritivas e aumento gradual da circulação de pessoas em função do avanço da vacinação, bem como da continuidade das medidas de auxílio emergencial às famílias e empresas. 

Em Pernambuco, a retomada parcial das atividades rendeu bom resultado ao varejo no mês de abril. A Pesquisa Mensal do Comércio (IBGE), apontou um crescimento de 10,1% no acumulado deste ano em relação ao período de janeiro a abril de 2020. Entre maio e junho, a percepção dos empresários a partir das comemorações de Dia das Mães e Dia dos Namorados também ajudaram a melhorar a expectativa de vendas para as datas especiais do segundo semestre.

Apesar da expectativa por uma melhora no cenário, os empresários continuam com uma perspectiva tímida para investimentos, com crescimento de apenas 0,6% no índice IIEC em relação a maio. Com isso, a tendência é de que decisões como a ampliação do quadro de colaboradores, aumento do estoque de produtos e melhorias em infraestrutura só sejam tomadas após a consolidação de um ambiente de negócios mais previsível e favorável.

Sobre as condições atuais da economia, 52,1% dos empresários consideram que estão muito piores em junho de 2021, comparado ao semestre anterior; em maio, esse percentual foi de 55,1%. Já o percentual dos que enxergam uma situação econômica um pouco melhor cresceu de 11,6% para 14,8%. Com relação às expectativas para o próximo semestre, 55,9% dos empresários revelaram a perspectiva de que esteja um pouco melhor em relação ao momento atual; em maio, esse percentual foi de 49,3%. O percentual dos que vislumbram uma situação um pouco melhor para o setor cresceu de 53,7% para 60,0%. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Tudo pronto para o lançamento da primeira viagem espacial para turistas
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Sérvio Fidney e Ana Holanda
Grupo Diario de Pernambuco