Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

COVID-19

Região Metropolitana terá quarentena rígida nos fins de semana

Publicado em: 24/05/2021 19:50 | Atualizado em: 24/05/2021 20:24

 (Foto: Tarciso Augusto/Arquivo DP)
Foto: Tarciso Augusto/Arquivo DP

O governo de Pernambuco anunciou novas medidas restritivas para conter a disseminação do coronavírus nesta segunda-feira (24) A Região Metropolitana do Recife e Zona Mata, que integram a Gerência Regional de Saúde (Geres) I, terão quarentena rígida nos fins de semana, sendo permitido o funcionamento apenas de atividades consideradas essenciais.

Nos 53 municípios das Geres IV e V, onde as cidades polos são Caruaru e Garanhuns, e em 12 cidades da Geres II, sediada em Limoeiro, o esquema mais rígido passa a valer nesta quarta-feira (26). As medidas se estendem até 6 de junho.

De acordo com governador, a aceleração exponencial da contaminação pela Covid-19 no Agreste do estado resultou em um aumento de ocupação em todo o sistema de saúde nas últimas semanas. “A consequência direta disso é mais tempo entre a solicitação de um leito de UTI e a transferência dos pacientes para uma vaga de terapia intensiva”, explicou.

As medidas nas macrorregiões 3 e 4 – ambas no Sertão do estado – permanecem as mesmas em vigor, com o funcionamento das atividades em geral até 20h, de segunda a sexta, e até 18h nos finais de semana.

Além dessas iniciativas, Paulo Câmara anunciou ter solicitado ao Ministério da Saúde mais testes de antígeno, concentradores de oxigênio e uma investigação sobre as novas variantes da Covid-19 nas amostras coletadas no Agreste.

 

LEITOS
Mais 30 leitos de UTI, acrescentou ele, serão abertos nesta semana, nos municípios de Caruaru, Bezerros e Garanhuns, todos no Agreste. Adiantou ainda que haverá uma reunião com prefeitos do interior do Estado para solicitar a abertura de novas vagas de retaguarda nos serviços municipais de saúde.

O governador, que se reúne nesta terça-feira com prefeitos e prefeitas do interior do estado para discutir a situação nos municípios, assegurou ainda a distribuição de 100 concentradores de oxigênio para incrementar a capacidade de atendimento nas unidades locais de pronto-atendimento do Agreste.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
ONU pede medidas para frear abusos sexuais nas instituições católicas
Manhã na Clube: entrevistas com Frederico França, Johann Wolfgang Schneider e Marcelle Penha
Diabetes: saiba como evitar e controlar antes que seja tarde
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco