Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

PESQUISA

Sudene encomenda estudo sobre complexidade econômica da Bacia do São Francisco

Publicado em: 20/04/2021 17:21

 (Foto: Divulgação/Ministério da Integração Nacional)
Foto: Divulgação/Ministério da Integração Nacional

A Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), em parceria com o PNUD, realizou um processo seletivo para a elaboração de um Estudo de Complexidade Econômica. A iniciativa se trata de um Plano de Ação Estratégica para a Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e a área de influência do Projeto de Integração do São Francisco (PISF), além da elaboração de um Plano de Ação Estratégico para a Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba. O contrato foi firmado com o Consórcio RHA-TECHNEVERTRAG e conta com o investimento de R$ 893 mil reais.  

O estudo vai possibilitar a priorização de ações no curto, médio e longo prazos, com horizonte para os próximos 10 anos. Segundo a Coordenação-Geral de Cooperação e Articulação de Políticas (CGCP) da Sudene, esse projeto é considerado inovador no Brasil e terá o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) como referencial orientador.

Serão elaborados sete produtos: Detalhamento Metodológico; Documento Preliminar de Estudo de Complexidade Econômica; Documento Final de Estudo de Complexidade Econômica; Análise Integrada das Políticas Públicas da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e Área de Influência do PISF; Análise Integrada das Políticas Públicas da Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba; Plano de Ação Estratégico para Bacia do Rio São Francisco e Área de Influência do PISF; e Plano de Ação Estratégico para Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba.

A primeira entrega está prevista para os próximos 20 dias. A expectativa é de que o Documento Preliminar de Estudo de Complexidade Econômica auxilie, também, a construção de dados e análises de outros municípios da área de atuação da Sudene. O contrato assinado este mês terá vigência até 10 de abril do próximo ano.

Um dos eixos  do PRDNE é a Segurança Hídrica e Conservação Ambiental, que contempla programas voltados para o PISF, considerada a maior obra de infraestrutura hídrica do País. São 477 quilômetros de extensão em dois eixos (Leste e Norte), que vão garantir a segurança hídrica de 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba. Já a Bacia Hidrográfica do Parnaíba se estende pelos Estados do Maranhão, Piauí e Ceará, possuindo uma área de 331.857,98 km², que abrange 282 municípios, com uma população estimada de 5.070.390 pessoas.

A expectativa é de que, ao final do projeto, o Estudo de Complexidade Econômica possa indicar setores estratégicos para a diversidade produtiva da região, e que os Planos de Ação Estratégico das Bacias auxiliem, na pactuação entre as diversas esferas do governo, a implementação de um desenvolvimento econômico e sustentável para os territórios".

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube - Entrevista com Rodrigo Maia e Gilson Machado Neto
De 1 a 5: dicas para destravar sua criatividade e ampliar a percepção
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 10/05
Gil do Vigor é recebido com festa da população e honraria em Paulista
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco