Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

DIÁLOGO

Governo e CIEPE discutem reajuste do gás natural junto com a Copergás

Publicado em: 19/04/2021 19:47 | Atualizado em: 19/04/2021 19:52

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

No fim da última semana, os secretários de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Júlio, e da Fazenda, Décio Padilha, se reuniram com a diretoria do Centro das Indústrias de Pernambuco (CIEPE), e a diretoria da Copergás, liderada pelo presidente André Campos. O objetivo foi estabelecer um diálogo entre as partes para viabilizar alternativas de consenso, especialmente sobre o reajuste de preço do gás natural, que passará a valer a partir do dia 1º de maio.

Entre os participantes, ficou definido que a Copergás vai submeter à análise da Agência Reguladora de Pernambuco (ARPE) a sugestão de se limitar a repassar as alíquotas definidas pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). A variação é resultado da vinculação do valor do gás à cotação do petróleo e à taxa de câmbio. No início do mês a Petrobras anunciou um reajuste de 39% no preço do gás natural vendido às distribuidoras.

Durante o encontro, com a presença de três dos diretores do CIEPE, na sede da Copergás, foi batido o martelo quanto à decisão da Companhia de Gás de Pernambuco de manter até agosto sua margem de lucro, em valor de hoje correspondente de R$ 0,24 centavos por metro cúbico. A decisão será mantida pelo menos até agosto, quando empresários e governo podem voltar a negociar. A medida foi uma resposta ao pleito do CIEPE, que fez exposição sobre os impactos negativos que uma alta substancial no preço do gás representa na Indústria e na economia do estado de uma maneira geral. 

No decorrer do encontro, o senso comum sobre a importância de reunir esforços para minimizar as dificuldades que vários segmentos da economia do estado estão atravessando atualmente. Houve um alinhamento geral de que é fundamental, ainda mais neste momento, encontrar soluções que apontem caminhos em prol do desenvolvimento do estado. “Nossa atuação é totalmente focada em contribuir com o crescimento da economia, semeando um ecossistema saudável e produtivo”, explica Massimo Cadorin, presidente do CIEPE.

A reunião abordou outros temas importantes e urgentes para Pernambuco, como os entraves para a consolidação do Arco Metropolitano, que recentemente contou com o apoio do Grupo Atitude, representação da iniciativa privada, no financiamento do seu projeto executivo. Na próxima semana, inclusive, será definida a data de um segundo encontro específico sobre a obra e todo o prejuízo que sua postergação traz para o cenário de infra-estrutura, logística e desenvolvimento econômico do estado.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Air France e Airbus serão julgadas pelo voo 447 Rio-Paris
Manhã na Clube com Rhaldney Santos -  12/05
Anvisa recomenda suspender vacinação da AstraZeneca para grávidas
Anticorpos contra Covid-19 permanecem no sangue por pelo menos oito meses
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco