Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

RETRAÇÃO

Gastos dos pernambucanos das classes C e D caíram 13% em fevereiro

Publicado em: 01/04/2021 14:18

Maior queda no estado foi na categoria Automóveis e Veículos, com recuo de 45%. (Foto: Marlon Diego/Arquivo DP)
Maior queda no estado foi na categoria Automóveis e Veículos, com recuo de 45%. (Foto: Marlon Diego/Arquivo DP)

A atual conjuntura econômica, com medidas mais restritivas por conta da nova onda do coronavírus, o fim do auxílio emergencial, além da pressão no mercado de trabalho, levou a um movimento de menor consumo em Pernambuco. O gasto dos pernambucanos das classes C e D teve queda de 13% em fevereiro em relação a janeiro. Porém, apesar da forte retração, o resultado no estado foi menos acentuado do que a média do Brasil, que registrou recuo de 28% na variação mensal. Além disso, entre os estados do Nordeste analisados pela Pesquisa Hábitos de Consumo das Classes C e D da Superdigital, fintech do Santander, o Ceará teve a maior queda, inclusive o pior resultado do país, com retração de 43%. Já a Bahia teve recuo de 18%.

Em Pernambuco, os gastos que tiveram as maiores quedas e puxaram o desempenho geral para baixo foram nas categorias Automóveis e Veículos (-45%), Lojas de Artigos Diversos (-28%) e Telecomunicação (-16%). Em contrapartida, houve crescimento dos gastos com Hotéis e Motéis (23%), Companhias Aéreas (18%) e Combustível (18%). No Brasil, as categorias que tiveram as maiores retrações foram Prestadores de Serviços (-50%), Serviços (-45%) e Lojas de Artigos Diversos (-33%). Apenas um setor apresentou crescimento no gasto, o de Combustível, com variação positiva de 7%. 

Na avaliação por região, o maior recuo foi registrado no Sudeste, com queda de 31%, seguido por Nordeste e Centro-Oeste, onde a diminuição do consumo foi de 25%; Norte, 21%; e Sul, 10%. Para Luciana Godoy, CEO da Superdigital no Brasil, “devemos, primeiro, lembrar que além de fevereiro ser um mês com menos dias, tivemos um Carnaval sem festas, com boa parte da população em casa, gastando menos. Além disso, em janeiro, algumas pessoas ainda puderam contar com uma sobra no orçamento pelo pagamento da segunda parcela do 13° salário, além do auxílio emergencial, que foi pago até dezembro”, explica. 
 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Posse e compra de armas de fogo geram polêmica entre autoridades e população
Liberdade de imprensa piora no Brasil de Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/04
Metade da população adulta nos EUA já tomou ao menos uma dose de vacina contra Covid
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco