Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

CAGED

Pernambuco fecha segundo mês seguido com saldo positivo nos empregos formais

Publicado em: 30/03/2021 15:30

Com 38.866 admissões contra 37.044 desligamentos, o estado fechou fevereiro com saldo positivo de 1.822. (Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)
Com 38.866 admissões contra 37.044 desligamentos, o estado fechou fevereiro com saldo positivo de 1.822. (Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)
 
O número de empregos formais em Pernambuco voltou a crescer em Pernambuco em fevereiro, registrando a segunda alta consecutiva. Com 38.866 admissões contra 37.044 desligamentos registrados no mês passado, o estado terminou o segundo mês do ano com saldo positivo de 1.822, crescimento de 0,15% em relação a janeiro. No primeiro mês do ano, o resultado havia sido de 1.318, enquanto em dezembro o desempenho havia sido negativo em 3.336. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O setor de serviços, que tem sido bastante impactado pela pandemia do coronavírus e as medidas restritivas impostas para conter a disseminação da Covid-19, foi o responsável por puxar o saldo de Pernambuco para cima. O setor de serviços fechou fevereiro com 5.418 postos de trabalho formais. Além dele, dos cinco segmentos analisados, outros três tiveram desempenho para cima: comércio (1.890) construção (687) e agropecuária (359). Porém, a indústria registrou resultado bastante negativo no segundo mês do ano, com recuo de 6.532 postos de trabalho formais.

Na variação relativa, inclusive, a indústria foi o único setor que teve percentual negativo, com queda de 3,05% entre janeiro e fevereiro. No acumulado do ano, Pernambuco tem 75.303 admissões e 72.163 demissões, gerando um saldo positivo de 3.140 vagas de empregos com carteira assinada. Para Alberes Lopes, secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, apesar do momento difícil para a economia por conta da pandemia, Pernambuco tem conseguido contornar o momento adverso. “Em fevereiro de 2019, o saldo de empregos no estado foi de -12.396. Em fevereiro de 2020, foi de -2.477. Este ano, tivemos um número positivo mesmo com a pandemia, o que mostra a continuidade dos nossos esforços”, disse.

O Recife seguiu a mesma tendência de desempenho de Pernambuco e registrou o segundo resultado positivo. Em fevereiro, foram 13.938 admissões contra 11.122 demissões na capital pernambucana, resultado em um saldo positivo de 2.816 empregos formais. Em janeiro, o saldo havia sido de 1.515. Os outros quatro municípios pernambucanos que tiveram melhores desempenhos foram Petrolina (1.065), Olinda (1.325), Caruaru (637) e Jaboatão dos Guararapes (616).

Por outro lado, as maiores perdas no estado aconteceram na Zona da Mata, com impactos em Sirinhaém (-2.193), Rio Formoso (-3.100) e Lagoa de Itaenga (-1.280), com as perdas concentradas na indústria. O Caged ainda mostrou que foram realizados 808.334 acordos trabalhistas entre abril e dezembro do ano passado, incluindo contratos intermitentes, suspensão de trabalho, redução de 70%, 50% ou 25% do salário.  

Brasil
O saldo de empregos formais no Brasil em fevereiro foi de 401.639, resultado de 1.694.604 admissões e 1.292.965 demissões no mês. Todos os cinco setores apresentaram desempenho positivo no país: serviços (173.547), indústria (93.621), comércio (68.051), construção (43.469) e agricultura (23.055). O crescimento nos postos de trabalho com carteira assinada foi registrado em 24 das 27 unidades da federação, com destaque para São Paulo (128.505), Minas Gerais (51.939) e Paraná (41.616). Os três estados que tiveram resultado negativo foram Amazonas (-625), Alagoas (-485) e Paraíba (-136).

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 19/04
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Resumo da semana: STF mantém anulações de sentenças contra Lula, mais jovens em UTIs e CPI da Covid
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco