Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

Balanço

Movimento no aeroporto do Recife cresce em dezembro, mas fecha 2020 com queda sobre 2019

Publicado em: 10/02/2021 15:47 | Atualizado em: 10/02/2021 16:03

Terminal da capital pernambucana passou de 537.715 para 642.764 passageiros entre novembro e dezembro. (Foto: Setur/Divulgação)
Terminal da capital pernambucana passou de 537.715 para 642.764 passageiros entre novembro e dezembro. (Foto: Setur/Divulgação)

O Aeroporto Internacional dos Guararapes - Gilberto Freyre registrou mais um crescimento na movimentação de passageiros em dezembro em relação a novembro, com alta de 19,54%. Na comparação entre um mês e outro, o terminal da capital pernambucana passou de 537.715 para 642.764 passageiros. Apesar dos incrementos mês a mês, ainda assim, no acumulado do ano, os efeitos da pandemia do coronavírus impactaram a movimentação no Aeroporto do Recife. No fechamento de 2020, a movimentação foi de 4.734.690 pessoas nos voos, entre pousos e decolagens, quase metade dos 8.422.566 passageiros registrados no acumulado de 2019.

O resultado de dezembro coloca o Recife, mais uma vez, em posição de destaque, na liderança da movimentação de visitantes entre as capitais do Nordeste no último mês do ano. Segundo os dados da Aena Brasil, empresa responsável pela administração do Aeroporto do Recife, que foram analisados pela Unidade de Estudos e Pesquisas da Empetur, Salvador, na Bahia, e Fortaleza, no Ceará, tiveram movimentação abaixo da registrada na capital pernambucana, com 510.900 e 358.527 passageiros, respectivamente.

Apesar da queda em relação a 2019, a capital pernambucana também lidera a movimentação no acumulado do ano no Nordeste. Salvador teve 3.764.441 passageiros; Fortaleza, 3.129.551, e Natal, 1.185.208 de pessoas. Para Rodrigo Novaes, secretário de Turismo de Pernambuco, apesar dos desafios impostos pela pandemia do coronavírus, houve um alinhamento para a retomada do setor com o Plano de Convivência com a Covid-19, elaborado pelo governo do estado. "Não tivemos festas de réveillon, não tivemos queima de fogos, mas nossas praias seguiram abertas, nossos hotéis funcionaram normalmente no fim do ano. Os turistas seguem vindo para o Estado em busca das nossas belezas naturais e atrativos ao ar livre", afirma. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
De 1 a 5: saiba qual é seu perfil profissional e como tirar o máximo proveito dele
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 01/03
Doença da urina preta: síndrome rara pode levar à UTI
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco