Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

COMBUSTÍVEIS

Bolsonaro sobre preço dos combustíveis: "Tem novidade essa semana. Espero ter novidade boa"

Publicado em: 16/02/2021 17:19

 (Foto: EVARISTO SÁ/AFP )
Foto: EVARISTO SÁ/AFP
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (16) que haverá novidades a respeito dos preços dos combustíveis. O chefe do Executivo está em São Francisco do Sul, Santa Catarina, curtindo o feriado de Carnaval.

“[Estamos] dando uma relaxada, mas tem trabalho. Não falta trabalho. Continuamos discutindo a questão do preço combustível. Tem novidade essa semana com toda certeza, espero ter novidade boa”, disse, sem maiores detalhes.

No último dia 12, Bolsonaro encaminhou ao Congresso o projeto de lei complementar (PLP) que visa estabelecer no país uma alíquota uniforme e específica do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) para combustíveis e lubrificantes.

A proposta do governo versa que o imposto caberá ao estado de destino, ou seja, onde ocorrer o consumo. "O objetivo da medida é estabelecer, em todo o país, uma alíquota uniforme e específica, segundo a unidade de medida adotada na operação (litro ou quilo). Com isso, o ICMS não irá variar mais em razão do preço do combustível ou das mudanças do câmbio", informou a Secretaria-Geral na data.

Spray
Bolsonaro também voltou a defender o tratamento 'off label' e disse que enviará a Israel uma comitiva do governo para acompanhar os testes com o spray desenvolvido para câncer de ovário, que segundo ele, pode ser eficaz no tratamento da covid-19. "Estamos acertando uma comitiva que vai a Israel. Se Deus quiser, vai dar certo", completou.

O chefe do Executivo repetiu que enviará à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o pedido de liberação emergencial do spray EXO-CD24, desenvolvido por Israel. Ainda não há estudos suficientes que comprovem que o medicamento é realmente eficaz contra o vírus.

"Já conversamos com a Anvisa, uma vez entrando a documentação de praxe para tratamento experimental , eu acredito que a Anvisa tem tudo para dar o sinal de verde e começarmos a testar também no Brasil", concluiu.

O próprio presidente reconheceu que as pesquisas foram feitas com base em apenas 30 pessoas. "Muita doença no mundo foi descoberta a cura através daquela questão off label. Então, o pessoal fica buscando alternativas, já que não existe um remédio específico para aquilo e no tratamento da covid em casos graves tem tudo para dar certo. Foi feito o teste em 30 pessoas em estado grave, 29, quatro ou cinco dias foram para casa. Uma outra demorou um pouco mais, mas ficou curada também. Então, a gente não quer falar em 100% porque é um universo muito pouco de pessoas testadas e vale, no meu entender o tratamento com esse medicamento", concluiu.

Assim como nos últimos três dias na cidade, Bolsonaro cumprimentou apoiadores em meio à aglomeração na praia. Assista abaixo:
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
De 1 a 5: saiba qual é seu perfil profissional e como tirar o máximo proveito dele
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 01/03
Doença da urina preta: síndrome rara pode levar à UTI
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco