Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

Convivência

Secretário diz que setores econômicos serão monitorados quanto a cumprimento de protocolos

Publicado em: 05/11/2020 19:09 | Atualizado em: 05/11/2020 19:20

 (Foto: Heudes Regis/SEI/Divulgação)
Foto: Heudes Regis/SEI/Divulgação
Após Pernambuco entrar, nessa terça-feira (3), no que o governo considera o "novo normal" na convivência da população com o coronavírus dentro do plano de flexibilização das atividades econômicas, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, afirmou que o estado vai fiscalizar o cumprimento dos protocolos por parte dos setores da economia.

Em coletiva de imprensa transmitida virtualmente nesta quinta-feira (5), o secretário ressaltou que cada setor e atividade econômica do estado será monitorado, além do reforço nas fiscalizações. "Com transparência, conseguimos efetivar o nosso plano, fazendo flexibilização das atividades sem que houvesse crescimento nos números da pandemia em nosso estado, devido principalmente aos protocolos que obedecem três eixos: higiene, distanciamento e comunicação e monitoramento", afirmou Schwambach.

LEIA MAIS:

Ele enfatizou que o monitoramento do cumprimento dos protocolos é fundamental para evitar novas ondas da doença. "Temos observado uma segunda onda muito forte em países europeus principalmente porque quando eles flexibilizaram suas atividades econômicas, não obeceram a protocolos. Outros países, como Japão e Filipinas, que têm populações com comportamentos e atitudes diferentes (em relação à Europa), não temos observado a chegada de uma segunda onda", disse.

Na Europa, a segunda onda da pandemia do novo coronavírus acabou com as esperanças de uma rápida recuperação econômica na zona do euro, admitiu nesta quinta a Comissão Europeia. Novas projeções apontam que os 19 países que utilizam o Euro terão queda no Produto Interno Bruto (PIB) de 7,8% este ano. A retomada no próximo ano será menos expressiva que o esperado anteriormente.

Retomada

O secretário estadual pontuou ainda que os números divulgados sobre as atividades econômicas em Pernambuco demonstram que o Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19 foi efetivo e que a economia local está em processo de recuperação. “Estamos, há quatro meses seguidos, registrando crescimento tanto no Índice do Banco Central (IBC-Br), como nos número do PIB de Pernambuco. Destaco que o mês de agosto deste ano teve um crescimento maior do que o do ano passado”, disse. Schwambach mencionou ainda o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de setembro, que apontou Pernambuco como o maior gerador de postos de trabalho do Nordeste pelo segundo mês consecutivo. Foram cerca de 21 mil empregos com carteira assinada criados no mês.

Confira, na íntegra, a coletiva desta quinta-feira:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 03/12
Vídeo mostra confusão envolvendo agentes da CTTU em Santo Amaro
Brasil: PIB deve crescer 8,8% no terceiro trimestre
Enem para todos com o professor Fernandinho Beltrão #157 Doença em destaque: filariose
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco