Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

Evento

Expectativa de movimentar R$ 10 milhões em rodada de negócios da moda

Publicado em: 14/10/2020 08:00 | Atualizado em: 13/10/2020 19:35

Evento presencial terá capacidade reduzida por conta da pandemia do coronavírus. (Foto: RNMP/Divulgação)
Evento presencial terá capacidade reduzida por conta da pandemia do coronavírus. (Foto: RNMP/Divulgação)

Realizada duas vezes por ano, a Rodada de Negócios da Moda Pernambucana (RNMP) chega à sua 30ª edição nesta quarta-feira e segue até a próxima sexta-feira de forma diferente por conta da pandemia do coronavírus. O evento continua sendo realizado de forma presencial no Polo Caruaru, em uma área de seis mil metros quadrados, porém com capacidade reduzida para manter os protocolos de segurança para conter a disseminação da Covid-19. Para além disso e com o objetivo de aquecer as vendas, será lançada uma plataforma B2B para esta edição que possibilitará as negociações no ambiente virtual. A expectativa é movimentar R$ 10 milhões em negócios.

 

O lançamento da plataforma business to business (B2B), que permite a negociação direta entre cliente e fornecedor, vai possibilitar não apenas uma maior negociação durante o evento, mas também ao longo do ano. “Temos clientes que não podem participar da rodada presencial, então analisamos a maturidade digital das empresas, fizemos capacitação com o Sebrae e a plataforma vai promover essa digitalização. Ela vai funcionar o ano inteiro para manter o relacionamento das empresas e clientes, já nasce com a junção de todas as fábricas que participam da rodada e os clientes que acumulamos nos 15 anos de evento”, explica Wamberto Barbosa, coordenador da RNMP.

 

A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana, realizada pela Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) e co realizada pelo Sebrae, é considerada como um ponto de retomada para o setor pernambucano. “Com todas as limitações por conta da pandemia, é um desafio lançar o evento e é importante para a nossa indústria se fazer presente no varejo nacional, principalmente nessa época de fim de ano. A nossa expectativa é gerar negócios em torno de R$ 10 milhões, mas depende de como vai ser o comportamento das empresas. Na última rodada, em março, chegamos a R$ 20 milhões, agora não temos parâmetro por conta do cenário, mas é fundamental retomar a agenda de negócios e as vendas. Muitas negociações, inclusive, serão realizadas em contato na sequência através da ferramenta B2B”, conclui Wamberto Barbosa.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #179 - Coração dos vertebrados
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco