Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

Compre PE

Plataforma gratuita vai aproximar empreendedores locais de compradores

Publicado em: 03/09/2020 17:51 | Atualizado em: 03/09/2020 17:55

Plataforma poderá ser acessada pelo computador e celular. (Foto: Reprodução)
Plataforma poderá ser acessada pelo computador e celular. (Foto: Reprodução)

Os pequenos negócios e prestadores de serviços pernambucanos terão acesso a uma plataforma que promete aproximá-los do comprador. A Compre PE servirá como um delivery público e tem como objetivo impactar positivamente o cotidiano dos empreendedores e pequenos negócios locais. A iniciativa, que acontece por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq), foi lançada nesta quinta-feira pelo governo do estado. As inscrições podem ser feitas através do site comprepe.pe.gov.br, e a plataforma poderá ser acessada pelo celular ou pelo computador. 

Com a ferramenta, a expectativa é aliviar a pressão que empreendimentos locais sofrem da concorrência de multinacionais e grandes marcas. Os empreendedores e prestadores locais que quiserem ofertar um produto ou serviço podem apresentar o catálogo na plataforma ou colocar um link que vai direcionar para as redes sociais. Porém, a Seteq sugere que o catálogo seja preenchido no Compre PE para facilitar a visualização dos clientes. 

Segundo Alberes Lopes, secretário de Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, essa é uma oportunidade para os pequenos negócios terem acesso a uma plataforma digital sem custos. "Os pequenos empreendedores vão poder disponibilizar seus produtos e serviços em uma plataforma que vai direcionar para outra que conta com 400 mil pessoas cadastradas e com acesso diário de 15 mil pessoas. Diferente de outras plataformas, que chegam a cobrar 22% de taxa pelas vendas, no Compre PE eles não vão ter custo nenhum. Estamos adaptando os negócios locais a esse novo momento, quando as formas de negócios estão mudando e o ecommerce veio para ficar", disse. 

Na primeira etapa, o objetivo é atrair microempreendedores individuais que ofereçam produtos e serviços, além de pequenos e médios comerciantes e prestadores de serviço informais, como pintores, encanadores, marceneiros, eletricistas, entre outros. Também estão no foco vendedores de móveis, de cafés, couro, doces, cervejas artesanais, artesanato de barro, decoração, roupas, bijuterias, lojas de ração de animal, lanchonetes, padarias, pizzarias, doces, salgados, entre outros. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Coronel Feitosa (PSC)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #162 Anelídeos: segmentação corporal e parapódios
De 1 a 5: Dicas para a sua bicicleta ser seu transporte diário
Ministério da Saúde autoriza volta parcial da torcida na Série A
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco