Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

Pernambuco

Orion Estofados investe R$ 20 milhões em fábrica que vai gerar 250 empregos na Mata Sul

Publicado em: 24/09/2020 14:30 | Atualizado em: 24/09/2020 16:06

A unidade vai produzir colchões, estofados e espumas e vai funcionar no Polo Empresarial de Escada. (Foto: Orion Estofados/Reprodução)
A unidade vai produzir colchões, estofados e espumas e vai funcionar no Polo Empresarial de Escada. (Foto: Orion Estofados/Reprodução)

O governo do estado anunciou, nesta quinta-feira (24), a instação da Orion Fabricação de Estofados, do Grupo Umaflex em Pernambuco. A unidade, que receberá investimento na ordem de R$ 20 milhões, ficará localizada no município de Escada, na Mata Sul. A previsão é que as obras comecem já no mês de outubro e que a planta comece a operar em setembro de 2021, gerando cerca de 250 empregos diretos.

A unidade vai produzir colchões, estofados e espumas de alta qualidade e vai funcionar no Polo Empresarial do município, em uma área de seis hectares, na BR-101 Sul, Km 125. O novo empreendimento foi beneficiado com o Programa de Estímulo à Indústria do Estado de Pernambuco (Proind) e receberá diferimento de até 85% do ICMS que pode se estender até 2032. 
 
Pernambuco seria um ponto interessante para a Orion, que planeja aumentar a participação de mercado da marca tanto no estado quanto na região Nordeste. De acordo com a direção, a intenção é iniciar a produção com 10 mil unidades/mês e, em um ano, dobrar para 20 mil unidades mensais. O Grupo Umaflex, dono da Orion Estofados, está no mercado há mais de 25 anos e possui duas unidades industriais - uma em Umuarama, no Paraná, e outra em Conchal, em São Paulo. De acordo com o grupo, a Umaflex produz um estofado a cada 20 segundos. O grupo atende desde as pequenas até as maiores redes de lojas de móveis do País e conta, atualmente, com um parque industrial dotado de mais de 150 mil m² de área construída.

BALANÇO
Segundo a gestão estadual, entre janeiro a setembro deste ano,foram atraídos 52 novos projetos privados, principalmente de indústrias, para Pernambuco. Com a instalação dos empreendimentos acompanhados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a previsão é gerar 4.450 vagas com carteira assinada em território pernambucano. Os aportes privados anunciados nos nove primeiros meses deste ano totalizam R$ 2,23 bilhões.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #289 - Colênquima e esclerênquima
Rhaldney Santos entrevista Dra. Larissa Ventura, oftalmopediatra
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco