Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

MERCADO FINANCEIRO

Índice Bovespa encerra pregão com alta de 2,05%; dólar fecha em R$ 5,34

Publicado em: 08/07/2020 18:54

 (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
A Bolsa de Valores de São Paulo (B3) registrou forte oscilação durante o dia e operou no campo positivo após a queda de 1,19% da véspera, embalada pelos dados positivos no comércio varejista em maio. O Índice Bovespa, principal indicador da B3, quase rompeu a barreira de 100 mil pontos, mas encerrou as negociações desta quarta-feira (8) em 99.769 pontos, com alta de 2,05% sobre a véspera. 

O crescimento de 13,9% nas vendas do varejo na comparação com abril, apresentado na Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  animou o mercado, que estava prevendo um avanço menor, entre 5% e 6%.  

As ações da Braskem, da B3 e da Natura lideraram as altas da B3, com valorização de 6,51%, 6,09% e de 6,04%, respectivamente. CVC Brasil, Marfrig e IRB Brasil tiveram as maiores quedas no dia, de 6,07%, 2,28% e 2%.

As bolsas dos Estados Unidos também também operaram no azul, puxadas pelas ações das empresas de tecnologia, e esse otimismo também acabou se refletindo na B3. Em Nova York, o Índice Nasdaq subiu 1,44% e o Dow Jones avançou 0,68%. O dólar também oscilou durante o dia entre altas e baixas, mas encerrou com queda de 0,63%, cotado a R$ 5,349.

Para o economista-chefe do Banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves, houve forte oscilação internacionais, pois as dos Estados Unidos subiam e as da Europa tiveram queda. “O Ibovespa registrou forte alta, impulsionado pelos dados de varejo, bem acima do esperado. O dólar perdeu força contra moedas fortes e emergentes e o real não foi exceção”, destacou. Ele lembrou que o preço do petróleo tipo brent, cotado a  US$ 43,22 o barril subiu devido ao otimismo com a recuperação da economia global, “apesar de dados divulgados ontem e hoje indicarem alta nos estoques americanos da commodity nesta semana”. 

De acordo com operadores, o anúncio do presidente Jair Bolsonaro ter confirmado que testou positivo para a Covid-19, deixou o mercado preocupado, especialmente, com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que tem idade mais avançada que o chefe do Executivo. Apesar de ter testado negativo em exame realizado na semana passada, a assessoria da pasta informou que Guedes não tem apresentado sintomas da Covid-19 e fará novo teste “nos próximos dias”.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: adolescente trans ganha novo registro, chacina em Ipojuca e alívio na pandemia
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
OMS descarta transmissão da Covid-19 por alimentos
Suspeito de assassinar blogueiro e filho adolescente em Rio Formoso se entrega
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco